Pendurado, Castán quer diminuir cartões, mas evita pensar em clássico

09/08/2019 às 16h04 - FUTEBOL
Foto: Bruno Giufrida/GloboEsporte.comCastán em coletiva no CT do Almirante

Titular absoluto e capitão, o zagueiro Leandro Castan é peça fundamental do Vasco desde o ano passado. Aos 32 anos, porém, ainda vê detalhes que podem ser aprimorados, como o número de cartões amarelos sofridos. Apesar de só ter disputado três jogos no Campeonato Brasileiro, o experiente defensor está pendurado.

Neste domingo, Leandro Castan estará em ação contra o Goiás, às 19h (de Brasília), pela 14ª rodada do Brasileirão, e, se receber outro cartão amarelo, perderá o clássico contra o Flamengo, no fim de semana seguinte. Mas garante que não pensará nisso.

– Eu seria muito egoísta se pensasse no clássico com o Goiás pela frente. Se tiver de matar a jogada e tomar o cartão, vou matar para ajudar o time, como foi contra CSA e Palmeiras. Talvez seja algo a melhorar, evitar alguns cartões – disse Leandro Castan em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Apesar das duas goleadas recentes sofridas pelo Goiás, 6 a 1 contra Flamengo e Santos, o zagueiro não espera missão fácil no domingo.

– O Goiás teve dois jogos atípicos contra Santos e Flamengo, mas vai ser um jogo difícil. Temos um tabu para quebrar também (de não vencer fora do Rio no Campeonato Brasileiro). Vamos com responsabilidade – completou o zagueiro.

Confira ouros tópicos da coletiva:

Divulgação da escalação por Luxemburgo
- Tranquilo. Aqui no Vasco nunca deu muito para esconder escalação. Quem vazava deve estar bravo.

Mudanças no time
Aqui todo mundo está ciente que vamos precisar de todos. Quem entrar sabe o que tem de fazer. Está tudo certo. Isso não pode ser uma desculpa. Nosso grupo é bom e todo mundo sabe o que tem de fazer. Eu aprendi muito com críticas e elogios. Quando sou elogio não subo às alturas e quando sou criticado não vou ao fim do túnel. Não me abala no meu trabalho. Quando é elogiado sabe que está bem feito e quando tem crítica leva para a vida.

Tática para voltar com uma vitória de Goiânia
O Luxemburgo já falou a escalação, se eu também falar o que ele nos pediu... Aí vou entregar tudo (risos)).

Fonte: GloboEsporte.com