Presidente do BMG nega intenção de patrocinar mais clubes

30/01/2019 às 08h56 - CLUBE

O BMG não deverá repetir a estratégia do início da década, quando a empresa chegou a ter 40 equipes patrocinadas no futebol brasileiro, seis delas da principal divisão do país. Dessa vez, o número será limitado aos dois times já anunciados: Corinthians e Atlético Mineiro.

A informação foi divulgada pelo presidente do banco, Ricardo Guimarães, em conversa com a imprensa durante o Troféu Guará, evento organizado pela Rádio Itatiaia para premiar os melhores da temporada no futebol de Minas Gerais.  

"São épocas diferentes. A gente, desta vez, está centralizando mais em poucos clubes. Estamos com o Corinthians e agora com o Atlético. A princípio vão ser só esses dois, neste momento", afirmou o empresário ao site "Superesportes".

A afirmação frustra os planos de equipes que esperavam um novo investimento em massa do BMG. O Vasco, por exemplo, já afirmou estar em negociação por um aporte máster do banco, após um contrato pontual na última temporada.

A nova estratégia do BMG está mais alinhada com o plano de criar produtos licenciados com os clubes, além da exposição da marca nos uniformes. No Corinthians, será criada a plataforma "Meu Corinthians BMG", que terá uma série de serviços financeiros disponíveis para os torcedores do clube. A taxa fixa de aporte é reduzida, mas o lucro da iniciativa é dividido em 50%. O programa aplicado com os paulistas deverá ser repetido com o Atlético, com uma plataforma idêntica. 

Na virada da década de 2000 para 2010, o BMG fez poucas ativações entre os clubes patrocinados. Por outro lado, o banco participou diretamente de diversas negociações por jogadores nas equipes parceiras da instituição financeira.

Fonte: Máquina do Esporte