Problemas, visita aleatória a SJ e possível saída: Novela de Guarin no Vasco

06/07/2020 às 18h30 - CLUBE

O futuro de Guarín continua indefinido, mas a situação do colombiano ganhou dois novos capítulos: uma visita aleatória a São Januário e o aumento do receio interno da saída dele do Vasco. Nesta segunda-feira, o jogador completou seis dias sem treinar no clube, situação autorizada pela direção e cujo motivo é um problema particular. Há o desejo das duas partes de encerrar a novela e chegar a uma definição na terça.

Mesmo sem se reapresentar desde que retornou da Colômbia, Guarín mantém conversas com dirigentes. Duas delas ocorreram, por exemplo, na sexta e nesta segunda. Nesta última, o jogador explicou o que foi fazer no domingo à noite no estádio vascaíno. Basicamente, uma reflexão sobre qual decisão tomar.
 

Passavam das 22h quando o meio-campista surpreendeu seus seguidores no Instagram com uma transmissão ao vivo. A imagem mostrava o estádio e, por vezes, o próprio rosto. O acesso foi permitido pelo porteiro, que o reconheceu. A ideia foi: sentir o carinho da torcida.

Guarín tem recebido apoio do Vasco, que autorizou a viagem à Colômbia ainda no período de suspensão das competições por conta da pandemia do novo coronavírus. Ao retornar ao Rio, em 21 de junho, perdeu o começo do trabalho de Ramon Menezes. Teve autorização para não se reapresentar após cumprir quarentena, um protocolo para evitar contaminação pela Covid-19 (cumpre rotina de treinos em casa), e ganhou homenagem da Vasco TV pelo aniversário de 34 anos (veja no vídeo abaixo).
 

Mesmo assim, o receio pela saída é grande. Há dúvidas internas se Guarín vai conseguir superar o problema particular. No popular, se vai estar com a cabeça totalmente no Vasco. Até porque ele cogita a possibilidade de saída e de retorno ao país natal. Além disso, a situação gerou incômodo em algumas pessoas no clube.

- Ele tem que estar de corpo e alma aqui no Vasco - afirmou o técnico Ramon logo após a vitória sobre o Madureira na quinta passada.

A compreensão do Vasco, porém, não impede o clube de tentar resolver a situação logo. Algo que Guarín também deseja, segundo relatos de pessoas próximas a ele. As duas partes tentam resolver a questão até esta quarta, mas há possibilidade de se estender por mais alguns dias.

Depois de uma longa negociação, na qual exigiu o pagamento de salários atrasados de 2019, Guarin finalmente aceitou renovar com o Vasco no começo da atual temporada. Fechou contrato de dois anos. Recuperou a forma e, ainda na gestão de Abel Braga, atuou por somente três partidas.

Fonte: Globoesporte.com