Procuradoria do STJD vai denunciar dirigentes do Vasco após jogo de ontem

18/11/2018 às 12h36 - CLUBE

O pênalti não marcado em cima do atacante Marrony pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, na arena alvinegra, irritou o Vasco. O juiz relatou na súmula que foi xingado na saída de campo pelo presidente Alexandre Campello e "outros dirgientes" do clube. Agora, os cruz-maltinos estão na mira da procuradoria do STJD.

Árbitro relata xingamentos de dirigentes do Vasco e justifica expulsão de Valentim

Em contato rápido com o GloboEsporte.com neste domingo, Felipe Bevilacqua, procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, apenas confirmou que os dirigentes serão denunciados. O diretor-executivo de futebol, Alexandre Faria, também pode entrar na denúncia pela entrevista coletiva que concedeu depois do jogo válido pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Diretor do Vasco reclama: "O que esse árbitro fez aqui é uma piada"

Segundo Wilton Pereira Sampaio, os dirigentes do Vasco, na saída do campo, o chamaram de "ladrão safado, filho da p...". Se a denúncia for acatada, eles podem ser enquadrados nos artigos 243-F, por "ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto" - a pena varia de R$ 100 a R$ 100.000 e 15 a 90 dias de suspensão.

Foto: ReproduçãoSumula de Corinthians 1 x 0 Vasco
Sumula de Corinthians 1 x 0 Vasco

Ainda na Arena Corinthians, Alexandre Faria disse que "o que esse árbitro fez aqui é uma piada". O diretor, porém, questionado sobre uma possível intenção de Wilton Pereira Sampaio em prejudicar o Vasco, preferiu não opinar:

- Intenção de pessoas não cabe a mim julgar. Trabalho com fatos. E o fato é o que o Vasco foi muito prejudicado nas últimas três partidas - disse Alexandre Faria.

 

Fonte: GloboEsporte.com

Especulação

Especulado

Você aprova a contratação de Geferson?

Especulações Mercado