Ramon Menezes vem comandando treinos de falta do Vasco

03/08/2020 às 08h09 - FUTEBOL

O gol de falta de Bruno César no jogo-treino diante do Volta Redonda, no sábado, não foi obra do acaso. Sob comando de Ramon Menezes, o Vasco intensificou o treino do fundamento: a ordem é lapidar a qualidade dos atletas por meio das orientações do técnico, um exímio cobrador na época de jogador. Em cada sessão de trabalho, a repetição dos chutes pode chegar, em média, a 50 vezes por cada batedor.

Logo após a vitória por 2 a 1 sobre o Volta Redonda, Fellipe Bastos, em entrevista à VascoTV, deu uma ideia do que ocorre nos treinos fechados da equipe - as atividades ocorrem sem presença da imprensa por conta da pandemia do novo coronavírus.

- O Bruno César se destaca mesmo nos treinos de falta, ele fez uns 15 ou 16 gols no último trabalho. A gente precisa dele, e ele certamente vai nos ajudar - revelou o volante.

Ramon, na verdade, iniciou este trabalho ainda em 2019, quando foi contratado para ser auxiliar. E, nas gestões dos técnicos Alberto Valentim e Vanderlei Luxemburgo, logo mostrou resultado: o Vasco terminou aquela temporada com cinco gols de falta (dois no Brasileiro, o que lhe rendeu o segundo lugar no ranking). Detalhe: não havia feito nenhum no ano anterior, conforme levantamento do Espião Estatístico, ferramenta de dados do ge.

- A gente trabalha, temos outros atletas aqui que têm essa facilidade, não é só o Bruno. É o estímulo que tem de ser dado, o treino faz parte do nosso protocolo - disse Ramon à VascoTV.

Mas como funciona? Antes da sessão de trabalho, Ramon escolhe, em média, quatro atletas para exercitar o fundamento - há um revezamento entre dois grupos. De seis a oito marcações são feitas perto da área, mesclando o posicionamento central com o lateral (à direita e à esquerda). De cada ponto, o jogador tem, em média, cinco tentativas. Se ele faz gol, ganha mais uma.

Na última semana, Talles passou a fazer parte do grupo que treina faltas. Até então, Fellipe Bastos, Pikachu, Andrey, Bruno César, Cayo Tenório, Henrique, Claudio Winck, Lucas Santos e Gabriel Pec eram testados.

Em 2020, porém, o trabalho ainda não apresentou resultado. O Vasco não marcou nenhum gol oficial de falta. Apenas o de Bruno César no jogo-treino de sábado.

Mais números de faltas no Vasco

Desde 2015, o ge monitora as cobranças de faltas no futebol brasileiro. No caso do Vasco, o time marcou 18 vezes no período, e o ex-zagueiro Rodrigo é quem mais balançou a rede, em seis oportunidades.

Gols por jogador

Rodrigo: 6

Nenê: 5

Danilo Barcellos: 3

Guarín, Bruno César, Bernardo e Anderson Salles: 1

Gols por ano

2015: 6

2016: 5

2017: 2

2018: 0

2019: 5

2020: 0

Gols no Brasileiro

2015: 2 (segundo lugar)

2016 (Série B): 4

2017: 2 (quarto lugar)

2018: 0

2019: 2 (segundo lugar)

2020: 0

Foto: GEFaltas
Faltas

Fonte: ge