Ramon muda estrutura de jogo e Germán Cano se mostra mais participativo

15/09/2020 às 10h06 - FUTEBOL

A vitória do Vasco por 3 a 2 diante do Botafogo evidenciou algumas modificações na estrutura de jogo de Ramon Menezes. Sem oito jogadores, o técnico optou por escalar Lucas Ribamar, Cano e Talles Magno no ataque. Nas partidas anteriores, o artilheiro argentino pouco participava das jogadas. A eficiência, no entanto, sempre foi alta. Eram precisos dois toques para marcar um gol. Mas contra o rival, Cano foi mais participativo.

O Esporte News Mundo analisou dados do site SofaScore e identificou que o jogo contra o rival, no último domingo, mostrou Cano mais ativo. Ao longo dos 90 minutos, foram 40 toques na bola. Contra o Atlético-GO e Athletico-PR, registro de 24 e 15 participações do centroavante, respectivamente.

A explicação pode ser dada de várias formas, mas a principal é a presença de Lucas Ribamar ao lado. Era possível observar Cano escalado como segundo atacante e, assim, teve mais liberdade para buscar a bola e realizar inversões de jogo. Além disso, Ribamar prendia o zagueiro Marcelo Benevenuto, que inclusive falhou no primeiro gol vascaíno e abria espaço para as chegadas do argentino.

Outra ajuda ao Cano é a presença de Martín Benítez. No segundo gol do Vasco, já sem Lucas Ribamar em campo – substituído por Ygor Catatau, o artilheiro recebeu um lançamento na medida do compatriota e só teve o trabalho de empurrar para a rede. Os dois que são próximos fora de campo, demonstram entrosamento dentro das quatro linhas e se tornam peças fundamentais para o Cruz-maltino.

NOVO CONFRONTO CONTRA O BOTAFOGO

Antes de enfrentar o Coritiba, no próximo domingo, pelo Brasileirão, o Gigante da Colina volta a enfrentar o Botafogo. Agora pela Copa do Brasil, na quinta-feira (17), às 19h, o Vasco disputa o primeiro jogo da quarta fase da competição.

Fonte: Esporte News Mundo