Ramon projeta jogo contra o Sport: "Uma vitória muda o nosso patamar"

19/10/2018 às 18h50 - FUTEBOL

Mais um jogo decisivo pelo Campeonato Brasileiro se aproxima e fazer bonito é o grande objetivo do Vasco da Gama. Uma das armas cruzmaltinas para o duelo contra o Sport Recife, neste sábado (20/10), na Ilha do Retiro, é o lateral-esquerdo Ramon. Remanescente do elenco campeão da Copa do Brasil 2011, o camisa 27 possui um retrospecto positivo atuando com a camisa cruzmaltina em Pernambucano.

Dos 131 jogos que o capixaba disputou pelo Almirante, quatro foram realizados em solo pernambucano. No ano de 2009, Ramon atuou nos triunfos sobre Central (3 a 0, em Caruaru, pela Copa do Brasil) e Santa Cruz (3 a 2, no Arruda, em partida amistosa). Duas temporadas depois, em 2011, foi a vez dele participar de uma vitória sobre o Náutico (3 a 0, nos Aflitos, pela Copa do Brasil). 

É a única partida sem vitória, entretanto, que o experiente jogador utilizará como exemplo para o próximo desafio. Ano passado, com Ramon em campo, o Vasco empatou por 1 a 1 com Sport, na Ilha do Retiro, pelo Brasileiro. O Cruzmaltino atuou grande parte dos 90 minutos com um jogador a mais e saiu na frente, porém não conseguiu aproveitar as inúmeras oportunidades criadas e acabou sendo castigado nos minutos finais do confronto. 

- O jogo do ano passado foi meio estranho. Começamos tomando uma pressão do Sport, mas o Diego Souza foi expulso e acabamos crescendo na partida. Fizemos o gol e tivemos muitas chances para fazer o segundo. Acabou que não conseguimos impor nosso ritmo, ficou um jogo meio lento, e eles conseguiram empatar. O que não pode ter amanhã é justamente isso. Não podemos ser lentos, precisamos ser rápidos, não ficar muito tempo com a bola, pois dessa forma conseguiremos envolver o Sport e achar espaços - relembrou Ramon. 

Em caso de um resultado positivo diante do Leão da Ilha, o Gigante da Colina chegará aos 37 pontos e entrará de vez na disputa por uma vaga para a Conmebol Sul-Americana de 2019. O triunfo fará também a equipe comandada pelo treinador Alberto Valentim ampliar sua distância para o incômodo Z4 e adquirir mais tranquilidade para as derradeiras rodadas da principal competição nacional. 

- Uma vitória, com certeza, significará uma mudança de patamar para a gente, mas precisamos saber que a partida também é decisiva para o Sport. Uma derrota vai obrigá-los a fazer mais de 50 por cento dos pontos que serão disputados, o que é difícil. Esse jogo de amanhã vai definir qual será nosso objetivo daqui para frente. Se iremos brigar  pela Sul-Americana e por um lugar na primeira página da tabela, ou se continuaremos na luta para sair dessa parte inferior até o final. O ânimo e a confiança aumentaram após a vitória sobre o Cruzeiro e temos tudo para fazer um grande jogo - afirmou o camisa 27, acrescentando logo em seguida.

- O Valentim falou bastante durante a semana que precisamos entrar em campo a 110 por hora. Sabemos como funciona aqui no Recife. A torcida costuma comparecer em peso e ajudar o time. O Sport possui muitos torcedores e fez promoção para esse jogo, então o estádio deverá estar cheio. Ficar ligado em todos os momentos é fundamental. Vamos procurar impor o ritmo da partida contra o Cruzeiro desde o início, pois dessa forma teremos mais chances de sair com a vitória - concluiu o capitão cruzmaltino.

Foto: Site Oficial do Vasco Ramon
Ramon

Fonte: Site oficial do Vasco