Renato Brito diz que balanço não publicado no Profut não pode ser votado

08/11/2018 às 21h44 - CLUBE

David Nascimento‏ @daviddcn 

Renato Brito, conselheiro e advogado da "Sempre Vasco", explica a lei. Diz que o clube publicou o balanço em abril para cumprir o Profut e não pode votar agora outro balanço que não foi publicado sob pena de se considerar que o Profut foi descumprido.

Renato Brito segue o discurso dizendo que "o estatuto do Vasco é soberano até a segunda página". O advogado e conselheiro informa que o estatuto não pode se sobrepor à Constituição e à lei.

Fonte: Twitter do jornalista David Nascimento - Lance