Ricardo revela inspiração em campanha vascaína 2011

25/07/2018 às 10h05 - FUTEBOL

A temporada 2011 foi inesquecível para os torcedores do Vasco. Naquele ano, o time ganhou o apelido de Trem Bala da Colina e teve um ótimo desempenho. Foi campeão da Copa do Brasil, vice-campeão brasileiro e chegou nas semifinais da Conmebol Sul-Americana. Nesta quarta-feira (25/7), o Cruzmaltino volta a disputar a competição continental que ficou bem próximo de conquistar naquele ano. E com muita vontade de superar a boa campanha do time que contava com ídolos como Dedé, Felipe e Juninho Pernambucano.

A campanha começou na fase doméstica, onde equipes do mesmo país se encaravam. De cara, o Palmeiras, um rival histórico. O primeiro jogo foi na Colina Histórica e o Vasco venceu por 2 a 0, gols de Diego Souza e Elton. Na volta, vitória dos paulistas por 3 a 1. O gol vascaíno foi um balaço no ângulo, marcado por Jumar, e acabou classificando o time às oitavas de final.

Nas oitavas, o duelo foi diante do Aurora (BOL). Por estar brigando pelo título brasileiro, o técnico da época, Cristovão Borges, poupou muitos jogadores e o Cruzmaltino acabou derrotado por 3 a 1 fora de casa. Na volta, apoiado pela torcida, o Trem Bala aplicou uma goleada de 8 a 3, com show de Bernardo.

- Eu era da base e até mesmo por estar sempre no clube cheguei a acompanhar de perto esse time de 2011. O que me vem na cabeça quando lembro daquela Sul-Americana é uma atuação do Dedé em São Januário. Lembro que o Vasco precisava vencer e ele jogou demais. Fez gol, deu assistência, ganhou tudo lá atrás. Só não fez chover! Mas aquele time tinha outros craques, como o Felipe, o Juninho e o Diego Souza. Aquela campanha serve de espelho para a gente sim. O que posso dizer é que daremos o nosso melhor para fazer uma grande competição. Quem joga no Vasco precisa almejar coisas grandes e esse é o nosso pensamento, mas sabendo que é preciso dar um passo de cada vez - disse o zagueiro Ricardo Graça.

O jogo ao qual Ricardo se refere foi o duelo diante dos peruanos do Universitario, que venceram em casa por 2 a 0. Na volta, o Vasco saiu na frente, mas levou a virada no início do segundo tempo. Para chegar às semifinais, o Time da Virada precisava de quatro gols. E conseguiu. Com show de Dedé, o Vasco venceu por 5 a 2 e avançou.

Na semifinal, a equipe encarou a Universidad do Chile, que era comandada por Jorge Sampaoli e serviu de base para a seleção do país durante alguns anos. No primeiro jogo, em São Januário, o Cruzmaltino fez um ótimo primeiro tempo e saiu na frente, mas cedeu o empate na segunda etapa. Em Santiago, o time não resistiu a pressão e acabou derrotado por 2 a 0.

Foto: GoogleDedé
Dedé

Fonte: Site oficial do Vasco

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario