Roberto Dinamite faz campanha por doação de sangue no Rio

06/06/2006 às 14h46 - IMPRENSA

O Instituto Nacional de Câncer (Inca) retomou nesta terça-feira a campanha \"Doar Sangue no Inca é Dez!\", para evitar o desabastecimento de sangue durante os jogos do Brasil na Copa do Mundo. A meta é conseguir 1.463 doadores para suprir a demanda do instituto no mês de junho, quando por causa dos jogos da Copa, a média de doadores costuma cair pela metade.

- Esperamos contar com a população para marcar um gol de solidariedade - torce Iara Motta, Chefe do Serviço de Hemoterapia do Inca.

Sávio, atacante do Flamengo, e Roberto Dinamite, ex-artilheiro do Vasco da Gama, deram o pontapé inicial no evento. O ídolo vascaíno enfatizou a responsabilidade individual da contribuição:

- Essa iniciativa é um gol de placa que todos os brasileiros devem marcar.

Sávio contou que sempre está engajado em campanhas como estas.

- Gosto de ajudar a quem precisa. Meu pai já precisou receber sangue e eu sei o quanto vale essa atitude de amor ao próximo.

Depois dos hospitais de emergência, o Inca é a unidade pública de maior movimento de pacientes no Rio. Além das cirurgias, os tratamentos quimioterápico ou radioterápico e de leucemia precisam de sangue regularmente.

Rita Byington, diretora do Hospital do Câncer I do Inca, acredita na força da camisa verde-amarela.

- O sentimento de união que nos invade à época da Copa pode ser canalizado em benefício da sociedade.

Para doar sangue:

O procedimento para a doação de sangue é simples. Depois de passar por uma entrevista de avaliação, são colhidos aproximadamente 450ml de sangue. Todas as etapas duram cerca de uma hora.

- O material utilizado para a coleta é descartável e o doador não corre nenhum risco - comenta Iara Motta. O material coletado passa por exames de doenças com hepatite B e C. Em até quatro semanas todas as hemácias se recompõem.

Qualquer pessoa entre 18 e 65 anos, em boas condições de saúde, e que esteja pesando mais de 50 kg pode doar sangue. Os homens podem doar de 2 em 2 meses, até 4 vezes ao ano e as mulheres, de 3 em 3 meses, até 3 vezes ao ano. O banco de sangue do INCA funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 14h30, e aos sábados, das 8h às 12 horas, na Praça Cruz Vermelha, 23, no Centro do Rio de Janeiro.

Fonte: Globo Online