Romário se reúne com Angioni para discutir regalias

04/01/2006 às 10h24 - FUTEBOL

A novela entre Corinthians e Romário continua e vai ganhando novos capítulos. Na última segunda, no Rio de Janeiro, uma reunião entre o jogador e o diretor de esportes do Grupo MSI (Media Sports Investment), parceiro do clube, Paulo Angioni, começou a definir as primeiras diretrizes do seu vínculo com o Timão.

Na última terça, uma nova reunião estava marcada na Cidade Maravilhosa, dessa vez, com a presença do técnico alvinegro, Antônio Lopes. Na pauta da conversa entre o trio, as regalias do Baixinho no Parque São Jorge, como a ausência em alguns jogos e a liberação de alguns treinamentos, como acontece no seu atual clube.

Além de liberdade para escolher treinos, Romário também define quando e onde quer jogar. No Brasileiro do ano passado, ele evitou fazer viagens longas com o Vasco, como para Fortaleza. Ele também tinha permissão para se desligar do time para disputar torneios de futebol de areia.

A verdade é que, caso a negociação de Romário seja concretizada, clube e parceiro devem \"ganhar\" mais um ponto de conflito. De acordo com um dos aliados do presidente Alberto Dualib, a tentativa pelo Baixinho \"é apenas coisa do Kia\", deixando claro que o Corinthians pouco está participando.

O conselheiro ouvido pelo L! afirmou ainda que não seria \"nada interessante ter um jogador com regalias no meio de quase 30 jogadores\". E que isso \"é loucura!\".

Enquanto isso, a repercussão da possível chegada de Romário continua. Não é apenas o técnico Antônio Lopes que gostaria de contar com o jogador no Corinthians nesta temporada, quando o clube disputará a Copa Libertadores.

Alguns jogadores do atual elenco do Timão, como Eduardo Ratinho, também demonstram empolgação com a possibilidade de atuar ao lado do Baixinho.

- Seria uma satisfação. Todo jogador que está começando quer jogar com alguém experiente - disse.

Fonte: Lancenet!