Especulações e Saídas clique aqui

Rossi pode só voltar a atuar pelo Vasco no clássico contra o Flamengo

24/07/2019 às 17h33 - FUTEBOL

Operado às pressas por causa de uma apendicite, o atacante Rossi deve desfalcar o Vasco nas próximas três partidas do time no Campeonato Brasileiro. A operação foi considerada bem sucedida pelo departamento médico. Se não houver imprevistos, o jogador deverá estar pronto para ser relacionado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo no clássico contra o Flamengo, no próximo dia 17.

O Vasco evita estipular uma data para que o jogador volte a jogar. Entretanto, casos como o do atacante demandam no mínimo cerca de 15 dias sem atividades físicas. Com isso, Rossi, já perderia as partidas contra Palmeiras e CSA.

Posteriormente, o atacante deverá ser reintegrado à rotina de trabalhos no campo, mas ainda de maneira moderada, para que não atrapalhe a cicatrização. Com mais uma semana ou dez dias, poderá voltar aos jogos, o que permitira o camisa 7 enfrentar o Flamengo.

Armando Porto Carreira, cirurgião gastrointestinal, explicou como ocorre o pós-operatório no caso como o de Rossi.

- A cirurgia por vídeo diminuiu bastante o tempo de recuperação do jogador. A maior preocupação é a cicatrização, evitar que tenha uma fibrose abdominal. O tempo de recuperação de um jogador é menor do que o de uma pessoal que não é atleta.

O médico ainda citou o exemplo de Fred, que fez a mesma operação em 2010, quando ainda jogava pelo Fluminense. Foram 24 dias entre a cirurgia e o retorno às partidas.

Bruno César pode herdar vaga

No treino coletivo desta quarta-feira, o meia Bruno César foi escalado entre os titulares, na vaga que seria de Rossi. O técnico Vanderlei Luxemburgo ainda vai escolher quem jogará no sábado, contra o Palmeiras.

Rossi já havia sido desfalque na partida contra o Fluminense, por estar suspenso, e foi substituído por Yan Sasse. Bruno César, porém, tem se destacado e pode ganhar a vaga na equipe. Pesa a favor dele também o fato de poder ocupar mais o meio de campo na partida contra o líder do Brasileiro, em São Paulo.

Fonte: Extra