Se depender do nome...

12/01/2006 às 07h56 - FUTEBOL

Desconhecidos do grande público, o zagueiro Jorge Luiz, o cabeça-de-área Andrade, o meia Ernane e o também zagueiro Bebeto - quatro dos oito reforços do Vasco para a temporada deste ano - têm, pelo menos, os mesmos nomes de jogadores que já conquistaram títulos na Colina. E Bebeto, curiosamente, é o único que não joga na mesma posição em que o homônimo jogava - o outro era atacante.
Jorge Luiz, que veio do Internacional, se recorda bem do seu xará, tricampeão carioca pelo Vasco no início da década de 90 (92-93-94).

- Acompanhei sua carreira pelos clubes do Rio. Era excelente - disse.

Andrade, apesar de ter somente 24 anos, lembra do Andrade das antigas, aquele que fez carreira pelo rival Flamengo mas conquistou o título brasileiro de 89 pelo Vasco. E a exemplo do homônimo, o novo reforço vascaíno também espera ter sucesso em São Januário. O jogador, inclusive, pode ser titular na estréia do time no Campeonato Carioca, se Yves não melhorar de conjuntivite: - Vou torcer para Yves se recuperar. Mas se eu for jogar, será legal, porque o jogo é em casa e a torcida terá a chance de me conhecer.

Já Ernane nunca ouviu falar de Ernâni (com esta grafia), um meiode-campo cabeludinho que surgiu no Vasco no início da década de 80 como enorme promessa e foi titular na conquista do título carioca de 1982. O Ernane atual, em sua primeira experiência fora do Bahia, que o revelou, espera corresponder às expectativas dos torcedores: - Antes, só tinha saído do Bahia para jogar pela Seleção sub-20.

Agora estou num clube grande, e no início é um pouco estranho. Mas o ambiente no Vasco é bom.

Bebeto é quem tem o xará mais conhecido. Mas são de posições diferentes. O outro, que se tornou ídolo no clube na década de 90, marcava gols, enquanto este os evita. O nome, porém, já é um incentivo a mais para o \"novo\" Bebeto.

Fonte: Lance