Sônia Maria pode se candidatar à presidência do Vasco, diz coluna

13/03/2018 às 08h07 - POLÍTICA

Sônia Maria Andrade dos Santos chamou a atenção ao ser empossada como a primeira vice-presidente mulher da história do Vasco. Escolhida por Alexandre Campello, sua desenvoltura dentro de São Januário já gera ciúmes de outros políticos do clube.

A registradora pública, fundadora de uma ONG que leva regularização habitacional a moradores de comunidades carentes do Rio, não esteve dentro do grupo que sustentou politicamente a candidatura do médico e é acusada de procurar holofotes desde que assumiu o cargo. Já corre nos corredores da Colina a ideia de que ela pretende ser a primeira candidata à presidente do Vasco nas próximas eleições, em 2020.

Neste início de gestão, ela teve participação na decisão da diretoria de ajudar no tratamento de dependência química de Valdiram, ex-jogador do clube que está internado. Sônia também tem defendido uma maior participação das mulheres na gestão do clube - o Vasco estipulou desconto de 20% para mulheres na associação ao clube.

Fonte: Coluna Panorama Esportivo - Jornal O Globo

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario