Sorteado o mando de campo de Vasco x Avaí pela Copa do Brasil

08/03/2019 às 11h27 - FUTEBOL

Na manhã desta sexta-feira, foram sorteados os mandos de campos da terceira fase da Copa do Brasil, na sede da CBF, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A terceira fase começa a ser disputada já no meio da semana que vem. As datas de 3 e 10 de abril são as outras duas reservadas para os confrontos desta fase da Copa do Brasil. A premiação para quem chegar à quarta fase é de R$ 1,9 milhão.

A terceira fase da Copa do Brasil tem o regulamento diferente das fases anteriores. Os duelos passam a ser disputados em jogos de ida e volta, e não mais em jogo único. É bom lembrar que a competição não utiliza mais o critério do gol qualificado. Por tanto, em caso de empate no placar agregado, a vaga na fase seguinte é decidida nos pênaltis.

Confira os mandos e os confrontos:

Botafogo x Juventude (decide vaga em Caxias do Sul)

Vasco x Avaí (decide vaga em Florianópolis)

Luverdense x Fluminense (decide vaga no Rio)

Ceará x Corinthians (decide vaga em São Paulo)

Atlético-GO x Santos (decide vaga em Santos)

Vila Nova x Vencedor Grupo 43 (segundo jogo na casa do vencedor do Grupo 43)

CRB x Bahia (decide vaga em Salvador)

Chapecoense x Criciuma (decide vaga em Criciúma)

ABC x Santa Cruz (decide vaga no Recife)

Botafogo-PB x Londrina-PR (decide vaga no Paraná)

O cruzamento que tem o Bragantino-PA (segunda fase) e também o Vila Nova (terceira fase) está congelado devido ao imbróglio entre Aparecidense e Ponte Preta, na primeira fase. Os times se enfrentaram em 12 de fevereiro, com vitória por 1 a 0 dos goianos e muita polêmica envolvendo um gol anulado da Ponte. A Ponte alegou interferência externa na decisão da arbitragem e entrou no STJD pedindo a anulação do jogo.

O Pleno acatou e impugnou a partida por entender que o delegado do jogo passou informação ao auxiliar que o atacante Hugo Cabral estava impedido. Diante da decisão, foi a vez da Aparecidense protocolar uma ação para cancelar o julgamento. O presidente do STJD já indeferiu a liminar, mas a situação ainda será analisada nos tribunais.

Fonte: GloboEsporte.com