Categorias de base

Sub-20: Delegação vascaína tem medalhista paralímpico e tetracampeão mundial

Para além dos gols de Figueiredo, das jogadas insinuantes de Vinícius, da segurança da defesa e do trabalho do técnico Igor Guerra à frente da garotada, o Vasco aposta no espírito vencedor de uma dupla bastante habituada ao pódio para tentar ir longe nesta Copa São Paulo de Futebol Júnior. A equipe enfrenta o São Paulo nesta segunda-feira, às 20h (de Brasília), pelas oitavas de final da competição.

Sidney Souto, tetracampeão mundial de futebol de areia com a seleção brasileira, e Mauro Brasil, que foi um nadador medalhista paralímpico e recordista mundial, fazem parte da delegação vascaína que está em São Paulo e estão em sua primeira Copinha a serviço do clube. Sidney é o supervisor da categoria sub-20 do Vasco, e Mauro, coordenador da fisioterapia da base.

Foto: Matheus Babo/VascoSidney Souto e Mauro Brasil, do Vasco, na Copinha
Sidney Souto e Mauro Brasil, do Vasco, na Copinha

O colecionador de medalhas na natação

Mauro Brasil, 40 anos, teve duas passagens pelo Vasco como atleta: 2000 e 2005-2012. Após a aposentadoria, o medalhista olímpico começou a trabalhar como fisioterapeuta no esporte paralímpico cruzmaltino e passou pelo basquete profissional antes de chegar à coordenação do setor no futebol de base.

O nadador ganhou a primeira medalha olímpica em Sidney 2000, quando foi prata nos 50m livre S9 e bronze no revezamento 4x100m livre. Mauro tem ainda duas pratas no Mundial de 2010, e outras 15 medalhas pan-americanas - 13 ouros e duas pratas. Foi três vezes recordista mundial nos 50m livre S9.

- Mesmo não vindo do futebol, consigo passar um pouco da minha experiência por ter participado de grandes competições como jogos paralímpicos e campeonatos mundiais, e conquistado medalhas nessas competições. Estar preparado para a tomada de decisões importantes ao longo do jogo, mentalidade forte e vencedora e ter consciência da responsabilidade de manter o corpo saudável são algumas orientações que costumo passar para os atletas - afirmou Mauro ao ge.

O interesse pela fisioterapia surgiu quando o profissional vascaíno ainda era atleta. Mauro Brasil se formou em 2003, começou a trabalhar no esporte paralímpico e fez parte do Time Brasil nas Paralimpíadas Rio 2016. Agora, ele acompanha os jovens do Vasco em São Paulo na busca pelo bicampeonato da maior competição de base do país.

- Participar dessa competição e também fazer parte da formação profissional desses atletas é muito gratificante. Nosso elenco é muito qualificado e conta com uma comissão técnica de profissionais gabaritados e com grande experiência. O maior objetivo da fisioterapia na Copinha é reduzir os riscos de lesões desses atletas, pois é uma competição com vários jogos em um espaço de descanso muito pequeno - destacou o ex-nadador.

O multicampeão no futebol de areia

Sidney Souto, 41 anos, também foi um atleta vencedor. Tetracampeão mundial de futebol de areia com a seleção brasileira (2006, 2007, 2008 e 2009), o supervisor do time sub-20 do Vasco disputou competições de destaque, como Copa América, Copa das Nações, Copa Intercontinental, Jogos Sul-Americanos (campeão), Mundialito e Eliminatórias da Copa. Venceu ainda a Copa do Brasil de 2011 pelo Botafogo e a Libertadores de 2018 com a camisa do Vitória.

- Como fui atleta e passei por muitas coisas boas e ruins, vitórias e derrotas, decepções, lesões etc., entendo o que os atletas sentem. Com isso tento dar o melhor todos os dias gastando toda a minha energia para que tudo funcione da melhor maneira possível para todos. Os meninos lidam com a pressão desde cedo, vencer está no DNA do Vasco. E quando vem a vitória dentro de campo você sente o trabalho realizado - contou Sidney ao ge.

Irmão do ex-jogador de futebol Rodrigo Souto, Sidney chegou ao Vasco em 2019 para trabalhar como observador na captação de novos talentos. Em 2020, assumiu o cargo de supervisor do sub-7 ao sub-10, e passou a ser auxiliar da supervisão do sub-20 quando retornaram as atividades durante a pandemia. No ano passado, ele assumiu a categoria sub-17 antes do Brasileirão e foi promovido ao sub-20 no segundo semestre, quando Clauber Rocha deixou a função.

- Agradeço muito ao Clauber, porque me ensinou praticamente tudo sobre essa função de supervisor, hoje ele é supervisor do profissional do Vasco. Essa função é praticamente uma ligação entre todos os departamentos do clube, desde o cara da limpeza ao cara que cuida do campo, passando pelo gerente da base. Precisamos ajustar todas as demandas para que tudo funcione da melhor maneira possível, seja no dia a dia de treinos ou em viagens e jogos - explicou o supervisor.

O Vasco está invicto na Copa SP de Futebol Júnior. No último sábado, o time empatou com o Audax-SP em 1 a 1 no tempo normal e venceu por 4 a 3 nos pênaltis para avançar às oitavas. Antes tinha emplacado quatro vitórias. O jogo contra o São Paulo, nesta segunda-feira, terá transmissão do sportv.

Fonte: ge
  • Domingo, 15/05/2022 às 16h00
    Vasco Vasco 1
    Bahia Bahia 0
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 19/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Guarani Guarani
    Campeonato Brasileiro - Série B Brinco de Ouro
  • Quinta-feira, 26/05/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Brusque Brusque
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 02/06/2022 às 20h00
    Vasco Vasco
    Grêmio Grêmio
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Terça-feira, 07/06/2022 às 19h00
    Vasco Vasco
    Náutico Náutico
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio dos Aflitos
  • A definir
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir
  • A definir
    Vasco Vasco
    Londrina Londrina
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir