Súmula relata "recado" de coordenador científico do Vasco ao banco

31/10/2019 às 08h20 - CLUBE

A súmula da derrota do Vasco por 3 a 1 para o Grêmio, em São Januário, teve duas "ocorrências" relatadas pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio. A primeira é a entrada do coordenador científico do Cruz-Maltino, Daniel Gonçalves, em campo para reclamar do pênalti de Leandro Castan em cima de Luciano marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio; e a segunda são objetos atirados no gramado.

De acordo com o documento, o assistente Fabricio Vilarinho da Silva relatou a Wilton Pereira Sampaio a atitude de Daniel Gonçalves:

"Aos 21 minutos do segundo tempo fui informado pelo assistente n.01, sr. Fabrício Vilarinho que após a marcação da penalidade máxima para a equipe do Grêmio, o coordenador cientifico da equipe do Vasco, sr. Daniel Gonçalves, saiu do seu vestiário em direção ao banco de reserva da sua equipe e proferiu as seguintes palavras aos componentes do mesmo: 'deu na TV, não foi pênalti! Os dois subiram com os braços abertos e um acerta o outro. Estão de sacanagem com a gente'. Logo em seguida o mesmo retorna correndo para o seu vestiário", escreveu Wilton Pereira Sampaio.

 

Foto: André DurãoTorcida em São Januário
Torcida em São Januário


 

O árbitro também relatou objetos atirados no gramado de São Januário, mas sem a necessidade de paralisar o jogo.

"Aos 40 minutos do segundo tempo foram arremessados copos plásticos contendo um líquido dentro do campo de jogo e entre os bancos de reservas. Informo que esses copos vieram de onde estava localizada a torcida do Vasco, os mesmos foram retiradas de forma imediata sem a necessidade da paralisação da partida. Até a confecção desta súmula não foi apresentado nenhum boletim de ocorrência."

Fonte: Globoesporte.com