Técnico na ultima vitória do Flu, Abel volta ao clássico sob pressão

15/03/2020 às 08h34 - FUTEBOL

Última vez que Tricolor venceu rival foi em abril de 2017 – desde então, foram sete vitórias cruz-maltinas e três empates. Pelos dois clubes, treinador não tem bom aproveitamento no confronto.

Vasco e Fluminense se enfrentam pela primeira vez em 2020 neste domingo, às 18h (de Brasília), no Maracanã, com direito a um reencontro especial. Hoje no Cruz-Maltino, Abel Braga tem longa história no rival. Além de ser o segundo treinador que mais vezes esteve à frente da equipe de Laranjeiras (326 jogos), foi também o último a comandar uma vitória tricolor no clássico em questão, em abril de 2017.

O último triunfo do Fluminense, inclusive, foi com ampla vantagem: 3 a 0 no Maracanã, pela semifinal do Campeonato Carioca daquele ano. Os gols foram marcados por Wellington Silva, Richarlison e Léo. Gilberto e Nenê, atualmente no Tricolor, defendiam o Vasco na época.

Fluminense vive jejum de dez jogo contra Vasco, mas última vitória foi um "passeio"

Depois disso, no entanto, o "jogo virou". Nesses quase três anos desde então, Vasco e Fluminense se enfrentaram 10 vezes, com sete vitórias cruz-maltinas e três empates. Mesmo quando o Tricolor chegou com suposto favoritismo para o clássico – por elenco, momento ou pelas duas coisas – não conseguiu superar o rival.

Neste domingo, a situação não é diferente. O time de Odair Hellmann, apesar da eliminação precoce na Sul-Americana, tem início de ano melhor do que a de Abel Braga. Não foi campeão da Taça Guanabara, mas até a rodada começar tinha o melhor aproveitamento no Campeonato Carioca, com 21 pontos. O Vasco, por sua vez, acumula apenas nove e ainda sequer venceu na Taça Rio.

Após a derrota por 1 a 0 para o Goiás em São Januário, na última quinta-feira, pelo jogo de ida da 3ª fase da Copa do Brasil, Abel tem futuro incerto no Vasco. A tendência é que ele mande um time misto para o clássico, já de olho no jogo da volta contra o Esmeraldino, na próxima quarta. A linha da defesa, por exemplo, com exceção de Pikachu, deve ser poupada.

Odair, por sua vez, encontra estabilidade no Tricolor. O presidente Mário Bittencourt já declarou que "não existe hipótese" de o treinador ser demitido, mesmo em caso de eliminação na Copa do Brasil. No primeiro jogo, o Fluminense também foi derrotado por 1 a 0 diante do Figueirense e decide a classificação na próxima quinta-feira, no Maracanã.

Abel não costuma se dar bem no clássico

Apesar da última vitória tricolor sobre o Vasco ter sido com Abel Braga no comando, os números mostram que ele não tem bom desempenho no clássico como treinador. E por nenhum dos lados.

Como técnico do Fluminense, enfrentou o Cruz-Maltino 19 vezes – somando suas três passagens por Laranjeiras – e teve um aproveitamento de apenas 33,3%. Foram cinco vitórias, quatro empates e 10 derrotas entre 2005, 2011-2013 e 2017-2018.

Já no comando do Vasco, Abel disputou cinco clássicos contra o Tricolor, também levando em consideração suas três passagens pelo clube – em 1995, 2000 e 2020. E seu aproveitamento é só um pouco melhor pelo cruz-maltino: 40% após uma vitória, três empates e uma derrota.

Para aliviar a pressão que vive no Vasco, precisará inverter a lógica dos números neste domingo.

Fonte: Globoesporte.com