'Thiago conversou comigo e quase não acreditei quando ouvi', diz agente

08/04/2019 às 10h28 - FUTEBOL

Thiago Galhardo e seu empresário, Flávio Trivella, aos poucos começam a se pronunciar a respeito da crise que estourou no fim de semana no Vasco. O representante cobra do clube um posicionamento oficial a respeito do motivo que levou a diretoria a anunciar que o meia não deve mais atuar pela equipe. Uma coisa ele garante: não aceitará que a reunião de sexta-feira entre jogadores e diretoria para tratar de salários atrasados e nem o vazamento da conversa para a imprensa caiam na conta do jogador.

Trivella afirmou que nem mesmo o Vasco conseguiu explicar a ele o motivo do desligamento. Sábado, ouviu da diretoria que havia sido por motivos técnicos. No dia seguinte, o técnico Alberto Valentim disse na coletiva que não havia sido esse o critério para o anúncio do afastamento. Mais tarde, ouviu da diretoria que seria Thiago Galhardo o responsável por comunicar ao empresário o que havia acontecido.

- A torcida quer uma explicação e quem tem que dá-la é o Vasco. Thiago conversou comigo e eu quase não acreditei quando ouvi o que ele me falou. O que eu posso garantir é o seguinte: não vou deixar que arranhem a imagem dele, que coloquem na conta dele a reunião que aconteceu. O Vasco possui um capitão que está lá para isso. O Thiago nunca passaria por cima do Castan.

A tendência é que Galhardo espere até terça-feira e que, caso o Vasco não se pronuncie, o jogador venha a público para dar sua versão dos fatos. Flávio Trivella deve voltar de Porto Alegre na terça-feira para se reunir com o Vasco e tratar do futuro de Thiago Galhardo. Para ele, a única saída é que haja uma rescisão contratual.

- Ele tem contrato somente até dezembro e depois de tudo isso não há mais clima algum para mantermos essa relação. Quero definir isso o quanto antes, rescindir o contrato, para que o Thiago possa dar continuidade à carreira dele, que vinha num momento tão bom. Ele está muito chateado porque se sentia em casa, sempre teve o carinho da torcida.

Fonte: Extra