Torcida e grupos políticos do Vasco pediam a demissão de Alexandre Faria

06/05/2019 às 08h06 - CLUBE

Alexandre Faria não é mais o diretor de futebol do Vasco. A demissão foi confirmada em nota oficial divulgada ontem à noite pelo clube cruzmaltino. Contratado em junho de 2018, o executivo não resistiu à pressão nos bastidores da Colina, agravada pelo péssimo início no Brasileiro.

Internamente, aliados do presidente Alexandre Campello já defendiam a demissão do executivo, assim com parte da torcida. Após o empate com o Corinthians, em Manaus, os muros de São Januário foram pichados. A saída de Faria era uma das exigências do protesto.

Em negociação para anunciar o substituto do técnico Alberto Valentim, demitido ao fim do Carioca, a diretoria garante que o cargo de executivo também será preenchido. Antônio Lopes é um dos nomes cotados.

Não bastasse a crise, o Vasco sofre com o assédio do Atlético-MG, que abriu negociação com Lucas Mineiro. O Cruzmaltino decidiu exercer a opção de compra à Chapecoense de 50% dos direitos do volante, por 1 milhão de euros, mas o Galo tenta atravessar.

Fonte: O Dia