União Cruzmaltina foca em gestão para atingir elite do samba

23/06/2020 às 12h27 - TORCIDA

Fundada em 2019, a União Cruzmaltina - escola de samba inspirada no Vasco - obteve acesso nas divisões inferiores do samba logo em sua primeira participação no Carnaval carioca. Ambiciosa, a agremiação, que lançou enredo no último domingo (21), foca em uma gestão empresarial para atingir a meta de chegar ao Grupo Especial, a elite que desfila na Marquês de Sapucaí.

"Junto com o nascimento da União Cruzmaltina nasceu um modelo de gestão empresarial voltado para o carnaval. Esse modelo tem como objetivo criar um terreno ativo e saudável para receber investimentos da iniciativa privada. A escola utiliza todos os mecanismos que uma empresa necessita para funcionar. Aqui não existe patrono, mas sim gestor. Hoje as escolas de samba necessitam de saúde financeira e eu aposto muito nessa metodologia de trabalho", declarou ao UOL Esporte Rodrigo Brandão, presidente-fundador da escola.

A pandemia do coronavírus trouxe uma incerteza sobre o Carnaval de 2021, porém, segundo Brandão, a escola tem mantido um cronograma como se os desfiles fossem ocorrer sem qualquer adiamento, o que ainda não é certo.

"A União Cruzmaltina, assim como todas as escolas, está cumprindo o calendário. Lançamos o enredo e estamos tocando o planejamento, e aí fica a cargo do poder público", disse o presidente-fundador.

Em sua estreia, a escola só não se tornou campeã do Grupo de Avaliação porque foi punida com a perda de 1,1 ponto em função de não cumprir o número mínimo de baianas. Um chuva torrencial no dia fez com que algumas fantasias não chegassem, e a agremiação terminou na sétima colocação.

"Serve como aprendizado. É procurar não errar, mas quando surgem os erros, é procurar aprender para não errar de novo. Teve esse problema, mas teve uma chuva torrencial no Rio no dia e as fantasias não chegaram. Mas o desfile foi histórico. Independente daquela chuva toda, o componente se manteve ali por amor à cruz de malta. Além de componentes a gente também tinha a torcida, que foi algo diferente", destacou Brandão.

Para 2021, a participação no Grupo de Acesso da Intendente Magalhães - local dos desfiles - exigirá um investimento maior:

"A escola já está se preparando. Ano que vem aumenta o grupo, são mais componentes, os carros e os desenhos vão ser diferentes do ano passado. O projeto já está pronto, agora é executar através do ateliê, da infraestrutura para os carros... Estamos em busca do primeiro objetivo que é chegar na Sapucaí".

Enredo homenageará torcida

O enredo escolhido para 2021 se chama "O meu coração é a tua morada" e será uma homenagem aos torcedores do Vasco. Em seu Instagram oficial, a escola destacou:

"(...) Pela primeira vez na história uma escola de samba homenageia os verdadeiros heróis de um clube de futebol. É com muita honra que a União Cruzmaltina apresenta seu enredo para o carnaval 2021: " O meu coração é a tua morada", vamos falar da torcida do Clube de Regatas Vasco da Gama @vascodagama, de todas as gerações, vamos festejar quem de fato sempre apoiou e faz a festa nas arquibancadas (...)".

Sem ligação com diretoria e organizadas

Apesar de ter a palmeirense Mancha Verde como madrinha, a União Cruz-Maltina não é oriunda de alguma organizada do Vasco, prática comum no Carnaval de São Paulo. A escola também não tem ligação com a atual diretoria do clube.

"Fundei a escola para unir as minhas duas paixões, que são o samba e o futebol. Eu frequento os jogos do Vasco desde criança, sou de família de portugueses e lá a regra é ser vascaíno", disse Rodrigo para complementar:

"A escola foi fundada por torcedores do Vasco. Convidei mais duas pessoas para compor comigo e somos torcedores, não temos vínculo com a presidência e nem com nenhum núcleo de organizadas do Vasco. Nós recebemos o torcedor convencional e o organizado da mesma maneira."

Ensaios ao lado de São Januário

Os ensaios que antecederam ao Carnaval foram realizados pela União Cruz-Maltina nos arredores de São Januário, na comunidade Barreira do Vasco, que é vizinha ao estádio. A ideia é que isso novamente se repita visando 2021.

"O ensaios serão no mesmo lugar. Devemos acertar com a associação de moradores da Barreira do Vasco para utilizar mais aquela quadra, com mais conforto e comodidade. Mas os ensaios serão toda terça-feira", destacou Rodrigo.

Ano passado, a escola de samba também marcou presença em alguns jogos, levando passistas e madrinha de bateria para animar os torcedores do lado de fora.

Fonte: UOL Esporte