Valadares agradece por chance e fala sobre reencontro com o Santos

10/05/2019 às 14h20 - CLUBE

Escolhido para dirigir o Vasco da Gama após a saída de Alberto Valentim, que deixou São Januário após a derrota para o Flamengo na decisão do Campeonato Carioca, Marcos Valadares fará sua despedida como treinador interino da equipe principal neste domingo (12/5). Em quatro jogos à frente do Gigante da Colina, o profissional obteve uma vitória, um empate e duas derrotas.

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.brMarcos Valadares

Embora tenha permanecido menos de um mês no comando do time cruzmaltino, Marcos Valadares fez questão de valorizar o voto de confiança dado pela direção do clube. Em entrevista exclusiva ao Site Oficial, o técnico avaliou a experiência no time de cima e afirmou que a mesma o forneceu elementos para fazer um trabalho ainda melhor no Sub-20, onde se sagrou vice-campeão da Copa São Paulo.

- Foi uma grande experiência viver esse ambiente como comandante principal da equipe. Um momento importante da minha carreira profissional. Só tenho que agradecer ao presidente Alexandre Campello e todo departamento de futebol pelo voto de confiança. Gostei muito do dia a dia de trabalho e tenho que ressaltar o comprometimento de todos com o Vasco. Tivemos pouco tempo para trabalhar a equipe, mas conseguimos progredir em algumas coisas. O Vasco hoje está numa colocação ruim, mas é a quarta equipe que mais finaliza no Brasileiro. Isso é um saldo positivo que deixamos. Acredito que futuramente, com mais tempo e num momento mais tranquilo, posso construir algo ainda melhor no time principal - afirmou o profissional.

O último jogo de Marcos Valadares como interino será justamente contra o Santos, o mesmo adversário de sua partida de estreia. Dessa vez, o duelo é válido pelo Brasileiro e acontecerá no Estádio Pacaembu, às 16h. Para fechar a primeira passagem como comandante do profissional com chave de ouro, o treinador espera que a equipe repita o mesmo desempenho do último encontro, quando bateu o Peixe por 2 a 1 em São Januário. 

- Aquela partida serve de inspiração, claro. Busquei sempre trabalhar a ofensividade da equipe, pois é uma característica minha. Sempre procurei fazer o Sub-20 ter um jogo controlado, com a bola no pé e criando várias oportunidades. Nos últimos dois jogos, fomos ofensivos e criamos várias oportunidades de gol. Tivemos uma evolução no nosso desempenho. Agora temos que transformar essa melhora em resultados - declarou Marcos Valadares, que volta ao sub-20 na próxima semana.

- Vou retornar para o Sub-20 ainda mais motivado para dar continuidade ao trabalho de preparação dos atletas para o time de profissional. O importante é que esses meninos cheguem aqui sabendo a dimensão e a grandeza do clube. É preciso ter a noção do que representa vestir a camisa da equipe principal do Vasco. Os aspectos físicos, técnicos e táticos são importantes, indispensáveis num trabalho de formação, mas vejo como elemento principal o entendimento do tamanho do clube. É fundamental que o atleta deixe o Sub-20 mentalmente preparado para dar a resposta que o torcedor e a direção do clube esperam. Vou estar lá no Sub-20, mas torcendo para que as coisas caminhem bem. Vejo a chegada de um treinador experiente e multicampeão como muito boa para o Vasco. Acredito muito que o Luxemburgo irá desenvolver um grande trabalho - finalizou o treinador.

Fonte: Site oficial do Vasco