Especulações e Saídas clique aqui

Vaquinhas, campanhas... 'Exército Virtual' vascaíno mostra sua força

04/12/2019 às 08h05 - FUTEBOL

Um salto de 33 mil para mais de 140 mil em apenas uma semana. Algo que colocou o Vasco da Gama com o status de clube com maior número de sócios-torcedores do Brasil. O feito foi considerado um fenômeno, mas quem acompanha o clube de perto sabe que essa não foi a primeira vez que o "exército virtual" cruzmaltino aprontou das suas.

Pilhados por influenciadores digitais, perfis de notícias do clube independentes e "fakes" ativos nas redes sociais, os vascaínos criaram um "modus operandi" que desafia até mesmo equipes com torcidas maiores, como Flamengo e Corinthians.

Antes do recorde com os sócios, por exemplo, os cruzmaltinos já haviam "quebrado" a internet com um fenômeno criado despretensiosamente por Edmundo, ídolo do clube e que atualmente é comentarista do canal Fox Sports.

Após descobrir que o ex-jogador comentava em postagens de artistas a palavra "Vasco" aleatoriamente, a torcida adotou a pitoresca mania e simplesmente "pirou" as redes sociais, elevando o nome do clube aos assuntos mais comentados do mundo no Twitter e fazendo até mesmo celebridades que não torcem para o Cruzmaltino entrarem na brincadeira que, por sinal, rende até hoje.

Mais recentemente, os vascaínos quebraram outro recorde: o de maior arrecadação da história do crowdfunding (financiamento coletivo) do Brasil com a campanha para a construção do centro de treinamento, que hoje já ultrapassa os R$ 3 milhões. O clube já iniciou as obras e pretende entregar a primeira parte no primeiro semestre de 2020.

Youtuber do canal "Machão da Gama", com 60 mil inscritos na rede e 127 mil seguidores no Instagram (@vascomilgrau), Roberto Júnior é um dos que costumam plantar a semente dos engajamentos coletivos na internet vascaína. Em sua avaliação, houve uma união de influenciadores para dar um "boom" no projeto de associação.

"Os canais que falam de Vasco no Youtube massificaram para que as pessoas virassem sócias e isso acredito que tenha influenciado muita gente. Foi um movimento que começou nas redes sociais, veio da internet, do torcedor que está todo dia ali falando do clube e se expandiu para fora da internet. Tanto que hoje você vê que, nos pontos físicos para se associar, há filas gigantescas. Então foi algo que começou na internet e transcendeu isso", disse ao UOL Esporte.

Torcida já superou Masterchef

Um dos mais influentes nas redes sociais vascaínas é João Vitor Carvalho, mais conhecido como João Almirante, que tem um canal no Youtube de mesma alcunha, com mais de 17 mil inscritos e que possui mais de 21 mil seguidores no Twitter.

Em 2018, ele representou o Vasco no programa 'Fanáticos', do Esporte Interativo, e sagrou-se campeão. Na ocasião, o índice de engajamento da torcida cruzmaltina superou o do renomado programa culinário 'Masterchef', da Band.

"Eu tive uma experiência prévia da torcida neste sentido de engajamento quando participei do programa "Fanáticos", onde ganhávamos pontuação de acordo com a participação da torcida. E a torcida do Vasco foi recorde em todas as edições do programa. Na segunda, que eu participei, foi recorde absoluto. Chegamos na final e o programa chegou a ter mais tuítes e engajamentos que final do 'Masterchef' e outros programas que estimulam esse engajamento, principalmente no Twitter. É uma torcida muito aguerrida", destacou.

Fizeram ponte de doações de planos

Roberto Júnior, João Almirante, outros influenciadores e anônimos vascaínos também proporcionaram uma corrente de solidariedade e doaram planos a quem não tem condições de arcar com uma associação, algo que ajudou bastante no alcance do recorde ontem (3).

"Nessa campanha de sócios eu me propus a fazer uma ponte entre as pessoas que querem doar algum plano com as que não conseguem arcar com os custos, mesmo com a promoção. A gente vive em um país com bastante dificuldade, sabemos que a torcida do Vasco tem um perfil bem popular e sabemos que realmente tem gente com pouco dinheiro e não pode desprender, mas eu tentei, com alguns amigos, reunir pessoas com um pouco mais de condição e dar esse presente ao vascaíno que não pode. Tem gente, infelizmente, desempregada, sem fonte de renda fixa e não tem condição de arcar. Tem sido emocionante", destacou João Almirante.

O gesto solidário ganhou a adesão até mesmo do técnico Vanderlei Luxemburgo, que sorteou 500 planos e a promoção se esgotou em meia hora. O treinador, inclusive, encorajou o presidente cruzmaltino a fazer o mesmo no objetivo de se alcançar 200 mil sócios.

"Eu fiz uma doação de 500 planos, mas em dois minutos acabou tudo (risos). A torcida dá uma demonstração do que ela quer do clube. Está vislumbrando a possibilidade de ter um sentimento, autoestima de vir para campo e saber que o time vai lutar. Vou fazer uma proposta ao presidente do clube: que ele também faça uma doação de tantos sócios para que o torcedor pegue. Sei lá quantos ele vai oferecer. E não só ele. Proponho chegar a 200 mil sócios-torcedores. Quantas pessoas mais podem doar 500?", disse Luxa após a vitória por 1 a 0 sobre o Cruzeiro.

Vaquinhas para ginásio e colégio

Ainda na gestão Eurico Miranda, o Vasco promoveu um financiamento coletivo para a reforma do ginásio de São Januário e a torcida atingiu a meta com uma semana de antecedência.

Outro crowdfunding concluído com sucesso foi este ano para ajudar a pagar os salários atrasados dos funcionários do colégio Vasco da Gama, situado dentro do clube.

Ruído com "vascaínos digitais" iniciou gestão Campello

O início da gestão de Alexandre Campello no Vasco ano passado, após uma conturbada eleição, foi marcada por um ruído com o considerou como os "vascaínos digitais".

Em sua primeira coletiva como presidente, em janeiro de 2018, ele justificou sua vitória no Conselho Deliberativo, após romper com o candidato Julio Brant, colocando as regras do estatuto acima de qualquer anseio:

"O Conselho é soberano. Não são os vascaínos digitais que vão influenciar".

A declaração caiu muito mal entre os torcedores e, nos meses seguintes, o dirigente engrenou ações de aproximação com influenciadores digitais e youtubers.

Após a vitória sobre o Cruzeiro, Campello enalteceu o movimento da torcida:

"Essa é mais uma demonstração da nossa torcida, da grandeza dela, todo mérito que se engajou nesse processo. E o clube fez o dever de casa, mudou o programa de sócios, criou mais possibilidades para o torcedor, preparou a estrutura para isso e promoveu essa 'Black Friday'. E a torcida respondeu à altura com essa associação em massa, mostrando a grandeza do clube", comentou o dirigente.

Fonte: UOL Esporte