Vasco cogita 2ª edição de evento em combate à violência contra mulheres

25/01/2019 às 20h41 - CLUBE

Pioneiro na luta contra o preconceito e contando com uma mulher - Sônia Andrade - na vice-presidência, o Club de Regatas Vasco da Gama realizará segunda edição da ação social “Vasco Delas”. Trata-se de um dia dedicado a conversas e debates, tendo o assédio e a violência contra mulheres como tema principal. Para isso, o Cruzmaltino receberá personalidades com diferentes pensamentos e áreas de atuação para que possam expôr suas opiniões a fim de enriquecer o diálogo com pontos de vista diversificados sobre a temática.

O evento será aberto ao público e terá 400 - capacidade máxima do local - convites à venda, o que torna possível que qualquer pessoa interessada possa participar e agregar na discussão, enquanto a quantia arrecada será direcionada para a realização de novas ações sociais do clube. “A ideia é poder incluir todo tipo de pensamento no bate-papo, inclusive pensamentos contrários ao movimento, para que possamos entender melhor o que se passa na mente do outro, nos explicar de forma mais clara e ter uma resposta imediata sobre essa questão urgente", diz a idealizadora do evento, Sônia Andrade.

Com o intuito de auxiliar na garantia de direitos, o clube também intenciona convocar, após o evento, uma audiência pública para que as autoridades tomem conhecimento das ideias propostas no “Vasco Delas”, possibilitando que se tornem reais. Além disso, o Gigante da Colina também apresentará uma cartilha nomeada como “Vasco contra todas as violações de direitos”. Nela, o público encontrará informações sobre as consequências do preconceito e da violência (incluindo contra a mulher), explicações de como identificar e proceder diante de cada ato de discriminação, além de contatos de serviços de apoio especializado.

O “Vasco Delas" está previsto para acontecer no dia 30/03/19, na sede Náutica do Club de Regatas Vasco da Gama, localizado na Lagoa. Porém, também serão disponibilizados alguns outros serviços gratuitos durante a semana do evento, incluindo: atendimento da polícia civil, para que mulheres possam registrar ocorrências; consultas médicas; atendimento com profissionais especializados em câncer de mama.

Pioneiro na luta contra o preconceito e contando com uma mulher - Sônia Andrade - navice-presidência, o Club de Regatas Vasco da Gama realizará segunda edição da açãosocial “Vasco Delas”. Trata-se de um dia dedicado a conversas e debates, tendo oassédio e a violência contra mulheres como tema principal. Para isso, o Cruzmaltinoreceberá personalidades com diferentes pensamentos e áreas de atuação para quepossam expôr suas opiniões a fim de enriquecer o diálogo com pontos de vistadiversificados sobre a temática.O evento será aberto ao público e terá 400 - capacidade máxima do local - convites àvenda, o que torna possível que qualquer pessoa interessada possa participar e agregarna discussão, enquanto a quantia arrecada será direcionada para a realização de novasações sociais do clube. “A ideia é poder incluir todo tipo de pensamento no bate-papo,inclusive pensamentos contrários ao movimento, para que possamos entender melhor oque se passa na mente do outro, nos explicar de forma mais clara e ter uma respostaimediata sobre essa questão urgente", diz a idealizadora do evento, Sônia Andrade. Com o intuito de auxiliar na garantia de direitos, o clube também intenciona convocar,após o evento, uma audiência pública para que as autoridades tomem conhecimento dasideias propostas no “Vasco Delas”, possibilitando que se tornem reais. Além disso, o Gigante da Colina também apresentará uma cartilha nomeada como “Vasco contra todasas violações de direitos”. Nela, o público encontrará informações sobre as consequênciasdo preconceito e da violência (incluindo contra a mulher), explicações de como identificare proceder diante de cada ato de discriminação, além de contatos de serviços de apoioespecializado. O “Vasco Delas" está previsto para acontecer no dia 30/03/19, na sede Náutica do Clubde Regatas Vasco da Gama, localizado na Lagoa. Porém, também serão disponibilizadosalguns outros serviços gratuitos durante a semana do evento, incluindo: atendimento dapolícia civil, para que mulheres possam registrar ocorrências; consultas médicas;atendimento com profissionais especializados em câncer de mama.

Fonte: Site Vasco Noticias