Clube

Vasco cria perfil no Instagram para divulgar a história do clube

No dia 21 de agosto de 1898, um domingo, realizou-se a “Assembleia Geral de Instalação do Club de Regatas Vasco da Gama”, em outras palavras, a assembleia de fundação do clube com a história mais linda do mundo! O local escolhido foi o salão do sobrado da Rua da Saúde n.º 293. No térreo, funcionava uma casa comercial de café torrado, da firma M. C. Leitão & Braz, pertencente aos sócios portugueses Manoel Cardoso Leitão e Joaquim Antonio Pereira Braz. Provavelmente, tal fato se deu mediante contatos próximos existentes entre algum fundador e os proprietários. O salão da Sociedade Dançante Estudantina Arcas, por exemplo, foi também utilizado como local de reunião pré-fundação e de posse da primeira diretoria eleita, muito provavelmente, por intermédio do negociante português Gaspar Novaes de Castro. À época, Gaspar era 1.º Secretário da Estudantina Arcas. Esse fundador viria a presidir a Assembleia de Fundação do C. R. Vasco da Gama, na Rua da Saúde n.º 293. Nesse local, atualmente, encontra-se o Centro Cultural Candido José de Araujo, popularmente conhecido como “Candinho”.

As reuniões ou assembleias pré-fundação do Club de Regatas Vasco da Gama ocorreram em três locais. O sobrado do prédio localizado na Rua Teófilo Ottoni, n.º 78 (nesse prédio, identificado pelo n.º 80 em várias fontes, funcionava Agostinho Lisboa & C., uma casa comercial de comissões de café por atacado), foi utilizado em um primeiro momento para a definição das estruturas iniciais do futuro clube e para a produção das listas de subscrição dos seus fundadores.

Na medida em que o número de adeptos da ideia de criação de uma nova agremiação náutica cresceu, ao menos uma assembleia pré-fundação foi realizada no salão da Sociedade Dançante Estudantina Arcas, à Rua São Pedro, n.º 152 (defronte à então Praça General Osório, antigo Largo do Capim. Correspondente ao atual quarteirão da Av. Presidente Vargas, n.º 642 - entre as ruas Uruguaiana e dos Andradas). O fundador José Lopes de Freitas fazia referência ao local como sede da Sociedade Arcárdia Esther de Carvalho, associação que homenageava uma importante atriz lírica da época. O local servia como sede de ambas as associações.

Por fim, também houve ao menos uma reunião pré-fundação na sede da Sociedade Dramática Particular Filhos de Talma, à Rua do Propósito, n° 12 (corresponde atualmente à Rua do Propósito, n° 20). Provavelmente, a última reunião pré-fundação do Vasco da Gama foi realizada nesse local. Durante anos esse endereço foi confundido com o local de fundação do Vasco da Gama, embora a Ata de Fundação seja clara ao afirmar o local correto como sendo a Rua da Saúde, n.º 293. Além disso, na ata da Assembleia Geral, realizada no dia 28 de agosto de 1898, quando da posse dos eleitos no dia 21 daquele mês, não há qualquer correção do endereço da fundação.

A narrativa que colocou o local da fundação do Vasco da Gama no Filhos de Talma foi construída pelo fundador José Lopes de Freitas, a partir do ano de 1918, quando retornou ao Vasco da Gama. Lopes de Freitas rompeu com a agremiação vascaína no contexto da Primeira Cisão Social (1901). Teremos a oportunidade de tratar melhor desse assunto em outro momento.

Na ensolarada tarde de 21 de abril de 1927, foi inaugurado o Estádio Vasco da Gama, que viria a ser conhecido como São Januário. O surgimento do nosso estádio remonta à luta do Vasco em poder colocar em prática a sua política de seleção de jogadores sem distinção de raça ou condição social. Com a sua história de construção diferenciada e a sua utilização ao longo do tempo como palco de grandes manifestações populares e de marcos importantes para o país, a "casa vascaína" escapou da serventia tradicional de arena esportiva e se colocou no decorrer de sua gloriosa existência como parte da história do Brasil, tornando-se um verdadeiro patrimônio nacional.

O estádio vascaíno seria todo fechado. A primeira fase da construção foi inaugurada no dia 21 de abril, com a social e a parte da arquibancada que fica em frente a área dos sócios. A segunda fase era a curva da arquibancada, e foi inaugurada em 13 de novembro de 1927. Nesse dia, se realizou a final do Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais, entre a Seleção Carioca e a Seleção Paulista. Os cariocas venceram por 2 a 1. A terceira fase não foi concluída, referia-se à segunda curva da arquibancada, de frente para a Capela Nossa Senhora das Vitórias. No plano atual da reforma do estádio, o projeto inicial de se fazer São Januário fechado vai ser retomado

Fonte: Instagram Vasco na História
Loading...
  • Domingo, 16/05/2021 às 11h05
    Vasco Vasco 1
    Botafogo Botafogo 0
    Taça Rio Nilton Santos
  • Sábado, 22/05/2021 às 15h05
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Rio São Januário
  • Sábado, 29/05/2021 às 11h00
    Vasco Vasco
    Operário Operário
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Terça-feira, 01/06/2021 às 21h30
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Copa do Brasil Estádio Elcyr Rezende de Mendonça
  • Domingo, 06/06/2021 às 16h00
    Vasco Vasco
    Ponte Preta Ponte Preta
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio Moisés Lucarelli
  • Quarta-feira, 09/06/2021 às 16h30
    Vasco Vasco
    Boavista Boavista
    Copa do Brasil São Januário
  • Sábado, 12/06/2021 às 19h00
    Vasco Vasco
    Brasil de Pelotas Brasil de Pelotas
    Campeonato Brasileiro - Série B Bento de Freitas