Vasco demitiu 40 funcionários que não estavam indo ao clube

02/02/2018 às 08h20 - FUTEBOL

 Vasco demitiu na quinta-feira 40 funcionários. O enxugamento no quadro visa diminuir os gastos e o número de saídas pode chegar a 150, dependendo do estudo em andamento da nova diretoria nos diferentes departamentos do clube de São Januário.

Os principais alvos das demissões no momento são funcionários que não estão indo ao clube, entre seguranças e responsáveis pelas portarias. Desde que a gestão Campello teve início, alguns trabalhadores não compareceram a São Januário e tiveram de ser demitidos à distância.

O Cruz-Maltino ainda deve os salários de dezembro e também 13º tanto para os funcionários quanto para o departamento de futebol. A diretoria aguarda a entrada de R$ 10 milhões referente ao patrocínio da Lasa para quitar a dívida, mas até agora o dinheiro não foi depositado na conta do clube.

Para o Chile, os roupeiros levaram dois uniformes, um com a marca do novo patrocinador, outro sem. Como a empresa não depositou o dinheiro, a marca não foi exposta em Concepción.

Fonte: Extra

Enquete

Quem você gostaria que fosse o novo técnico do Vasco?

Deixe seu comentario