Vasco detalha projeto de captação de talentos da base

30/07/2018 às 10h20 - CATEGORIAS DE BASE

Um dos trabalhos mais complicados nas categorias de base é descobrir novos talentos. Ciente disso, o Club de Regatas Vasco da Gama iniciou um trabalho de reestruturação e uma das mudanças foi no setor de captação. Desde abril, quando a atual equipe chegou ao clube, oito profissionais se dividem na missão de buscar novos craques para o Gigante da Colina, divididos nos seguintes cargos: gerente (Fred Cascardo), Witor Bastos (coordenador), quatro observadores, uma secretária e um estagiário. Além deles, o clube também conta com mais dois observadores: um no Nordeste e outro no Sul e a ideia é abrir para todas as regiões do país.

- O departamento começou este ano, com a chegada da nova diretoria. O gerente geral, Carlos Brazil, é quem nos orienta. Temos o gerente de captação, Fred Cascardo, que faz principalmente um trabalho externo. Criamos um processo interno de captação que é dividido em algumas etapas, mas a palavra final sobre o jogador é sempre do treinador da categoria - explica Witor Bastos, coordenador de captação, ressaltando que a observação começa no Rio de Janeiro, mas se expande por todo o território nacional:

- Acompanhamos todos os campeonatos disputados no Rio de Janeiro. Desde os amadores, como a Taça das Favelas, até os Estaduais e Metropolitano. Inclusive os campeonatos de futsal.

Gerente da captação, Fred Cascardo chegou ao Vasco em junho deste ano, após dez anos trabalhando nas categorias de base do Atlético-MG (cinco como treinador e cinco como coordenador técnico e de captação) explicou um pouco de como está sendo esse início de trabalho do departamento:

- O Brazil me convidou para gerenciar o processo de captação no clube. O departamento já desenvolvia um processo de avaliação bastante interessante. Fizemos alguns ajustes e ainda estamos desenvolvendo outras ideias para otimizar a captação de atletas - ressalta Fred, explicando um dos objetivos principais da captação:

- Uma dessas ideias é atrair novos parceiros para o clube. Temos um país muito grande e muito rico de talentos. Quando nos reunimos, dividimos o país em seis regiões com o objetivo de observar competições, pequenos clubes, projetos e avaliações regionais podendo se tornar fontes de atletas. Estamos sempre atentos ao potencial dos atletas cariocas, que fazem parte da história do Gigante da Colina, como Phillippe Coutinho, Felipe, Pedrinho e Paulinho.

DNA VASCO

Um dos grandes objetivos deste projeto de captação, além de ter parceiros por todo o país que abrirão um leque de observação por todo país, é criar um DNA nos futuros jogadores do clube. Por isso, trazer o garoto bem jovem facilita o trabalho de formação destes atletas, moldando as características e sabendo como é o comportamento.

- O objetivo é trazer o garoto mais novo para o clube e criar nele o DNA Vasco. Quando a captação do atleta é feita nos primeiros períodos da formação, vamos saber todo o histórico dele. De onde veio, como chegou, como é a família, o extracampo, a vida social e tudo isso ajuda dentro do processo de formação e projeção dentro do clube.

Um exemplo de atleta que foi contratado através da captação é o atacante Brendon, que disputou a Taça BH sub-17, onde marcou dois gols e mostrou destaque. Ele falou sobre como foi recebido em São Januário:

- Estou muito feliz aqui. É um trabalho legal, porque eles observam a característica do jogador que estão buscando. Fui muito bem recebido e espero continuar fazendo um ótimo trabalho no Vasco.

PROCESSO INTERNO DE CAPTAÇÃO

SELEÇÃO VASCO: É como a antiga peneira e primeira fase do processo. Aberta a todos os jogadores que nasceram entre 2003 e 2008.

GRUPO DE ELITE: Jogadores aprovados no Seleção Vasco ou que já foram federadores, vindos de outros clubes ou através de indicações. Passam por treinamentos diários, jogos-treino, que aumentam nível de exigência, onde são observados pelo departamento.

TESTE COM O GRUPO: É a terceira fase. Após passar pelas duas primeiras etapas do processo (Seleção Vasco e Grupo de Elite), os garotos treinam com os grupos das respectivas categorias e são avaliados pelos treinadores, que dão o veredicto final.

Foto: Divulgação Camisa
Camisa

Fonte: Site oficial do Vasco

Especulação

Especulado

Você aprova a contratação de Bruno Silva?

Especulações Mercado