Vasco deverá usar time reserva contra urubu pelo Brasileiro

14/07/2006 às 23h34 - FUTEBOL

O clássico deste domingo entre Flamengo e Vasco, às 18h10m, no Maracanã, é válido pela décima-segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Mas tanto na Gávea quanto em São Januário, as atenções estão voltadas para a decisão da Copa do Brasil. Pensando na final, os técnicos adotaram medidas diferentes para a o jogo. Renato Gaúcho optou por poupar os titulares. Já Ney Franco faz mistério, mas dá a entender que o Flamengo entra com o que tem de melhor. O jogo será transmitido pelo Premiere 6, e o internauta pode acompanhar a partida em tempo real, com vídeos exclusivos, no GLOBOESPORTE.COM.

No Flamengo, 12º colocado do Brasileirão com 14 pontos, o técnico Ney Franco faz suspense e não divulga a escalação. Jonatas e Juan estão suspensos e não jogam. Paulinho, que veio do Ipatinga, deve substituir o volante. André entra na lateral esquerda. O resto do time é um mistério.

- Só vou definir a escalação no vestiário. Quem vencer este clássico entrará com mais moral na final. Por isso, tomei a decisão de divulgar o time no vestirário. Chegou a hora de cada um assumir sua responsabilidade. A minha é escolher o melhor time para esta partida - diz o técnico rubro-negro.

Já Renato Gaúcho abre o jogo e anuncia que o Vasco entra em campo sem os seus principais jogadores. Ele garante que os atletas escalados contam com a sua confiança. E acredita que o jogo não perderá o charme por ser disputado a três dias da final da Copa do Brasil.

- Um clássico entre Flamengo e Vasco sempre tem brilho. Existe uma rivalidade muito grande, e ninguém quer perder. Os jogadores que estão entrando querem mostrar serviço e terão uma boa oportunidade para isto - afirma Renato.

FLAMENGO x VASCO

Horário: 18h10m
Local: Maracanã
Árbitro: Wilson Luiz Seneme/SP (FIFA)

FLAMENGO
Diego, Leonardo Moura, Renato Silva, Ronaldo Angelim e André; Paulinho (Goeber), Toró, Renato Augusto e Renato: Luizão e Ramírez
Técnico: Ney Franco

VASCO
Cássio, Claudemir, Éder, Paulão e Hugo; Ygor, Roberto Lopes, Alberoni e Abedi; Ernane e Faioli.
Técnico: Renato Gaúcho

Fonte: GloboEsporte.com