Futebol

Vasco está perto de completar 400 minutos sem marcar gol com bola rolando

3

O Vasco está muito perto de atingir uma marca que prova a ineficiência ofensiva que perdurou durante toda a temporada em São Januário. Após a acachapante goleada por 3 a 0 para o Fortaleza, o time chegou à marca de 325 minutos sem balançar as redes dos adversários. No caso, neste meio tempo o Cruz-maltino até chegou a marcar em duas oportunidades (contra o próprio Fortaleza e Bahia), mas ambos os tentos foram anulados pelo VAR. Não entra em discussão nesta matéria o acerto ou não da arbitragem nos lances em questão.

E se formos considerar apenas gols com a bola rolando, esse número sobe para 391*. A última vez que a torcida do Vasco viu seu time marcar um gol com troca de passes foi no terceiro da vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, em São Januário. Inclusive, um gol que rendeu muitos elogios ao time de Luxemburgo pela envolvência, começando a jogada no goleiro Fernando Miguel.

De lá para cá, o time até que tentou. Mas não foi capaz de balançar as redes adversárias sem ser através de bola parada. No jogo seguinte à vitória sobre o Galo, empate em 1 a 1 contra os reservas do Palmeiras, no Allianz Parque, em jogo adiado da primeira rodada do Brasileirão. O Verdão saiu na frente com Breno Lopes, mas o Vasco empatou em uma belíssima cobrança de falta de Martín Benítez. No entanto, o placar ficou no 1 a 1.

Na partida seguinte, empate em 0 a 0 contra o Bahia, em São Januário, em um jogo que era considerado uma final. O time de Luxemburgo não foi capaz de passar pela segunda defesa mais vazada do certame, mesmo em casa. Até houve um gol, marcado por Ygor Catatau, mas anulado pelo Árbitro de Vídeo pela grave falta de Leandro Castan sobre o goleiro Douglas. O zagueiro, inclusive, foi expulso pelo excesso de força utilizado no lance.

Inoperância contra o Bahia, Flamengo, Fortaleza…

Contra o Flamengo, mais desespero. Nervoso pela superioridade do adversário, o time não conseguiu trocar nem dez passes seguidos e mal assustou o goleiro Hugo, à exceção de dois chutes de Cano, já no segundo tempo. Já nesta última partida, contra o Fortaleza, o Vasco até começou bem, mandando uma bola na trave com 50 segundos de jogo. Mas foi facilmente batido de goleada pela equipe dona do quarto pior ataque da competição. Foi apenas a segunda vitória por três ou mais gols de diferença do Tricolor em todo o Brasileirão.
 

Assim como contra o Bahia, o Vasco teve um gol anulado na Arena Castelão. A partida já marcava 3 a 0 para os cearenses, mas o gol de Cano até poderia acender uma faísca no fraco time carioca. Mas, como se não bastasse, o árbitro encontrou uma falta duvidosa no início da jogada e tratou de devolver o zero para o lado do Vasco do marcador, que permaneceu até o apito final.

Confira os últimos jogos e a ‘seca’ do Vasco no Brasileirão:

Vasco 3×2 Atlético-MG – 31 minutos sem gol
Palmeiras 1×1 Vasco – 55 minutos sem gol e 90 minutos sem gol de bola rolando
Vasco 0x0 Bahia – 90 minutos sem gol
Flamengo 2×0 Vasco – 90 minutos sem gol
Fortaleza 3×0 Vasco – 90 minutos sem gol

Total – 325 minutos sem fazer gol / 391 minutos sem fazer gol com bola rolando

*Excluindo os acréscimos das partidas 

Fonte: Jogada 10
  • Quinta-feira, 25/02/2021 às 21h30
    Vasco Vasco 3
    Goiás Goiás 2
    Campeonato Brasileiro São Januário
  • Quarta-feira, 03/03/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Portuguesa Portuguesa
    Taça Guanabara São Januário
  • Sábado, 06/03/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Volta Redonda Volta Redonda
    Taça Guanabara Raulino de Oliveira
  • Sábado, 13/03/2021 às 18h00
    Vasco Vasco
    Nova Iguaçu Nova Iguaçu
    Taça Guanabara A definir
  • 20/03 (Sáb) ou 21/03 (Dom)
    Vasco Vasco
    Botafogo Botafogo
    Taça Guanabara Maracanã
  • 24/03 (Qua) ou 25/03 (Qui)
    Vasco Vasco
    Macaé Macaé
    Taça Guanabara São Januário
  • 27/03 (sáb) ou 28/03 (dom)
    Vasco Vasco
    Madureira Madureira
    Taça Guanabara São Januário