Vasco finalmente entrega documentos contábeis à oposição

07/04/2008 às 17h30 - POLÍTICA

Conselheiros de oposição do Vasco e autores de uma ação para que documentos referentes aos balanços de 2005 e 2006 fossem apresentados, estiveram nesta segunda-feira em São Januário para ter acesso a toda papelada. Diferentemente do ocorrido na última quarta-feira, quando não conseguiram parte destes documentos, os conselheiros sairam de São Januário com o que desejavam.

Abílio Borges e José Roberto Gomes permaneceram durante cerca de quatro horas dentro do estádio acompanhados do advogado Guilherme Fiorenzano, e dos oficiais de justiça Alfredo Maciel, Antônio Carlos Palmieri e Antônio Gomes, com um mandado de busca e apreensão.

Já um dos autores da ação José Henrique Coelho, esperou que toda situação fosse resolvida do lado de fora. O conselheiro está suspenso por 180 dias pela diretoria interina do clube, por isso não entrou.

Fora do estádio, o LANCENET! percebeu que alguns pontos causaram estranheza nos autores da ação. O pequeno número de contratos de jogadores e o baixo número de movimentações bancárias foram motivo da desconfiança por parte dos conselheiros.

O desembargador José Geraldo Antônio, da 7ª Vara Cível, recebeu uma petição do Vasco para que os documentos fossem mantidos em sigilo. Devido ao fato, o LANCENET! não teve acesso a toda papelada e os conselheiros não puderam falar sobre o processo.


Desde abril de 2006 corre o processo exigindo que os documentos dos balanços (2005 e 2006) fossem entregues. No início deste ano a juíza Márcia Capanema, da 7ª Vara Cível, determinou que a diretoria interina do Vasco apresentasse a papelada aos conselheiros da oposição.

Confira a lista de documentos exigidos pelos conselheiros:

1. Contrato de Transmissão de Jogos de Futebol dos Campeonatos Carioca, Brasileiro e Copa do Brasil e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

2. Contrato com as empresas de material esportivo Umbro e Reebok e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

3. Contrato de exposição de placas estáticas no Estádio Vasco da Gama e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

4. Contratos de licenciamento da marca “Vasco da Gama” e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

5. Contratos de aluguel / cessão de áreas do clube – restaurantes, bares, boutique e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

6. Laudo de reavaliação patrimonial das sedes do clube, realizado pela empresa Unisys.

7. Contrato da compra de debêntures da Cia Vale do Rio Doce.

8. Contrato com a empresa Rede Shopping de Comunicação Ltda para administrar as receitas o programa sócio-torcedor e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento.

9. Comprovantes da arrecadação mensal dos sócios do clube.

10. Contrato de renegociação das dívidas do clube com a Rede Globo de Televisão.

11. Contrato de confissão de dívida com o credor Romário de Souza Farias.

12. Contrato de Trabalho e de imagem dos atletas do clube.

13. Guias de pagamentos / recolhimentos do INSS (sobre a folha de pagamentos e borderôs dos jogos) e FGTS.

14. Livro Caixa (ou boletins de caixa).

15. Extratos Bancários de todas as contas correntes / investimentos, com e sem movimento, nas instituições financeiras, no Brasil e no exterior.

16. Apresentação analítica da conta cheques a regularizar apresentada com saldo de R$ 224.164.00.

17. Apresentação da documentação referente à liberação de atletas para outros clubes e seus respectivos documentos de confirmações de recebimento de valores pela transferência.

Fonte: Lancenet!