Vasco não possui crédito do governo aprovado no momento

13/08/2020 às 14h06 - CLUBE

Surgiram algumas informações nesta quarta-feira (12) que o Vasco já teria aprovado um empréstimo em algumas instituições financeiras, baseado na Medida Provisória nº 992, de 16 de Julho de 2020, o Programa Capital de Giro para Preservação de Empresas. O clube, no entanto, nega. 

Este programa tem intuito de ajudar empresas que tem uma faturamento abaixo de R$ 300 milhões anuais, com início do pagamento de parcelas do empréstimo em 6 meses. O prazo mínimo para sanar a dívida é de 36 meses. Como o clube teve uma receita dentro do limite, a tendência é que seja atendido por esse plano.
 

Com dinheiro em caixa, o Vasco poderia garantir pagamentos em dia para jogadores e funcionários, acordos judiciais e credores, investir na compra de um jogador para a próxima janela de transferência do Campeonato Brasileiro, investimentos no CT profissional ou da base.

A tomada de empréstimos para garantir suavidade nas contas e no fluxo de caixa tem sido comum e até mesmo considerado bom por pessoas do ramo. O Flamengo pegou emprestado R$ 40 milhões no início da pandemia para se precaver de um período longo de inatividade e falta de entrada de recursos.
    
Em contato do Papo na Colina com Carlos Leão, Vice-Presidente de Finanças do Clube, foi negado que o Cruzmaltino já tenha esse empréstimo aprovado.

Posicionamento do Vasco

- Existe uma linha de crédito do Governo Federal pré-aprovada para empresas com faturamento abaixo de R$ 300 milhões que o Vasco se enquadra, mas é preciso ter garantias para pegar essa linha.

Ou seja, o Vasco não tem nenhum crédito aprovado no momento segundo o VP.

Fonte: Papo na Colina