Futebol

Vasco não queria Sandro Meira Ricci contra o Corinthians

Quem define os árbitros da Libertadores é a Conmebol.

Isso vale para confrontos em times de dois países diferentes.

Não para jogos entre clubes compatriotas.

A entidade repassa a responsabilidade da indicação às federações locais.

No caso do Brasil, a CBF.

E a Comissão de Arbitragem, presidida por Sergio Correa, quem define.

Foi assim com Paulo César de Oliveira e Wilson Seneme nos confrontos entre Fluminense e Inter.

Não seria diferente nos jogos das quartas da Libertadores entre Vasco e Corinthians.

E o escolhido o árbitro que a diretoria vascaína não queria.

Sandro Meira Ricci.

Ele é protegido de Sérgio Correa.

Correa acredita que ele será em pouco tempo o melhor árbitro do Brasil.

Os critérios são discutíveis.

Mas a decisão é de Correa.

O único problema é que Sandro é um juiz marcado.

Sua ligação com o Corinthians é inesquecível.

A partida entre o então time de Ronaldo e o Cruzeiro de Cuca.

Os dois clubes brigavam pelo Brasileiro de 2010.

Centímetro por centímetro.

Em uma partida fundamental no Pacaembu, Ricci marcou um pênalti polêmico em Ronaldo.

Ele cobrou e decidiu a partida.

Cuca socou a mesa de entrevistas.

O senador da República, Zezé Perrella acusou Ricci e Sérgio Correa de favorecimento ao Corinthians.

Para o bem do futebol, o Fluminense atropelou nas últimas rodadas e foi campeão.

No jogo importantíssimo entre Vasco e Corinthians no Brasileiro de 2011 em São Januário, quem foi escalado?

A partida foi no dia 2 de outubro.

Terminou em 2 a 2.

O fato marcante naquela partida foi a conduta de Ricci.

Intimidou os jogadores vascaínos que tentavam reclamar.

Os nervos do time carioca estavam a flor da pele.

Culpa da pressão da mídia, criticando a escolha do árbitro.

A equipe jogou pscologicamente mal.

O Vasco deixou de contabilizar dois pontos cruciais na briga pelo título.

Sandro Meira Ricci já acumula problemas graves na carreira.

Processou Neymar e ganhou idenização de Neymar.

O jogador o criticou no twitter.

Disse que teria de sair de camburão depois de um jogo contra o Vitória.

O Santos tenta desesperadamente vetá-lo em suas partidas.

Mas encontra pela frente a instransigência de Sérgio Correa.

No ano passado, Sandro deu dois cartões amarelos ao mesmo jogador na partida Brasiliense e Formosa.

As imagens na tevê não deixam dúvida que foi Kássio do Formosa.

Ricci disse que havia dado cartão a outro jogador.

A imprensa de Brasília não aceitou a desculpa.

O árbitro nunca se deu bem com a Federação Brasiliense de Futebol.

E passou a trabalhar na Federação Pernambucana.

Continua sua carreira como árbitro Fifa.

E sonha em trabalhar na Copa do Mundo de 2014.

Tem vários concorrentes.

Mas antes disso há os jogos importantes no Brasil.

E envolvendo o Corinthians ele apitará o terceiro em três anos.

Nos dois primeiros, por coincidência, o clube não perdeu.

Ganhou do Cruzeiro no Pacaembu, em 2010.

E empatou com o Vasco em São Januário, em 2011.

As duas partidas fundamentais na luta pelo título nacional.

Agora, as quartas-de-final da Libertadores, em São Januário.

A diretoria corintiana tenta disfarçar.

Diz que ele já trabalhou em nove jogos na história do Corinthians.

Que o time venceu três, perdeu três e empatou três.

E Ricci foi cruel dando 24 cartões amarelos e um vermelho a corintianos.

Só que por coincidência...

Os jogos mais importantes contra o Cruzeiro e Vasco, o time do Parque São Jorge não perdeu.

Roberto Dinamite reclama, sapateia nos bastidores com a escolha.

Mas a verdade é sabe que perdeu espaço na Comissão de Arbitragem.

Ele teve uma briga violenta com os juízes do Rio de Janeiro.

Como Eurico Miranda, invadiu o campo no jogo contra o Flamengo.

A atitude foi reprovada pela Comissão de Arbitragem da CBF.

O clube carioca não tem força política para vetar juízes.

No ano passado tentou que Ricci não fosse escalado contra o Corinthians em São Januário.

Não conseguiu.

Neste ano, tentou e perdeu outra vez.

Na quarta-feira, Ricci pode ter uma arbitragem fenomenal.

Mas há uma certeza.

Ele é o último árbitro que os vascaínos queriam para esse jogo contra o Corinthians.

O último.

E o juiz com quem o Corinthians dá mais sorte.

Quem não se lembra da entrevista de Zezé Perrella dada à ESPN?

Inesquecível tal o grau das acusações.

Sérgio Correa quer mostrar independência.

Mas segue o caminho errado.

E acaba expondo Sandro Meira Ricci...

Fonte: Blog do Cosme Rimoli
Loading...
  • Sábado, 19/06/2021 às 16h30
    Vasco Vasco 3
    CRB CRB 0
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quinta-feira, 24/06/2021 às 21h30
    Vasco Vasco
    Cruzeiro Cruzeiro
    Campeonato Brasileiro - Série B Mineirão
  • Domingo, 27/06/2021 às 20h30
    Vasco Vasco
    Brusque Brusque
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Quarta-feira, 30/06/2021 às 19h00
    Vasco Vasco
    Goiás Goiás
    Campeonato Brasileiro - Série B Estádio da Serrinha
  • Sábado, 03/07/2021 às 21h00
    Vasco Vasco
    Confiança Confiança
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • Sábado, 10/07/2021 às 16h30
    Vasco Vasco
    Sampaio Corrêa Sampaio Corrêa
    Campeonato Brasileiro - Série B São Januário
  • A definir
    Vasco Vasco
    Coritiba Coritiba
    Campeonato Brasileiro - Série B A definir