Vasco pede acesso a áudio de conversas de árbitro e VAR

30/09/2019 às 18h11 - FUTEBOL

O Vasco enviou nesta segunda-feira um documento à CBF e a Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem, formalizando seu protesto à atuação da arbitragem na derrota por 1 a 0 para o Corinthians, no último domingo. O clube pediu acesso ao áudio das conversas do árbitro Ricardo Marques Ribeiro com a equipe do VAR durante a partida.

A principal queixa cruz-maltina é o gol anulado de Werley. Na ocasião, o árbitro assinalou impedimento após consulta ao árbitro de vídeo, embora imagens divulgadas não sejam conclusivas em relação ao lance.

O Vasco também reclama do que considera um toque de mão na área do Corinthians, em chute de Rossi, que não foi revisado pelo VAR. O clube lembrou outros lances polêmicos em partidas anteriores, como um possível pênalti em Castan contra o Athletico-PR, um toque de mão contra o CSA e o gol anulado de Pikachu contra o Grêmio.

- O Vasco da Gama perdeu pontos preciosos que fazem e farão muita falta na sequência do Campeonato Brasileiro, não apenas no aspecto desportivo quanto financeiro, visto que a competição remunera os clubes pela colocação final na tabela de classificação. O prejuízo financeiro, portanto, é evidente. O prejuízo técnico, idem. Não vamos tolerar. É inadmissível que um recurso criado com o propósito de dirimir dúvidas e reduzir brutalmente os erros de arbitragem esteja produzindo o oposto como sequela - diz um trecho da carta assinada pelo presidente Alexandre Campello.

Fonte: GloboEsporte.com