Vasco precisa passar pelo crivo da Liga pelo NBB 11

20/07/2018 às 18h08 - OUTROS ESPORTES

Na próxima terça-feira, dia 24 de julho, a Liga Nacional de Basquete (LNB) irá anunciar as equipes participantes do NBB 11. Desde o último dia 19, a entidade analisa a documentação, a comprovação financeira e também o "nada consta" de suas franquias. Ou seja. Para jogar o Novo Basquete Brasil, é preciso estar em dia com os atletas. E o Vasco, de time renovado, será o centro do debate da Reunião de Conselho que definirá os aptos para a temporada 2018/19.

O Cruz-Maltino atrasou os salários durante todo o ano, se acertou com os jogadores após a eliminação nas oitavas de final e colocou em dia as contas, mas ainda não chegou a um acordo quanto às rescisões de contratos e deve várias parcelas do Fundo de Garantia, que não foi depositado. Via Associação de Atletas, os jogadores cobram os valores que entendem serem devidos, mas o Vasco, através do seu departamento jurídico, já avisou que só negociará diretamente, sem intermediários.

- Se eles quiserem tirar o Vasco do NBB por conta da rescisão, o que acho que não é devido, o Vasco se reserva ao direito de tomar suas próprias decisões, contestando. Não pensamos em um recurso extremo - disse Jorge Veríssimo, vice de quadra e salão do Vasco.

Foto: Gabriel FrickeVasco Basquete

O "nada consta" da Liga Nacional de Basquete exige que os clubes estejam com o salário dos atletas em dia. Mas a determinação só é aplicada para jogadores cadastrados na Associação de Atletas. Por este motivo, Marcellus, Palácios, Márcio Dornelles, Hélio e Murilo Becker, que não conseguiram se inscrever na Associação dos Atletas Profissionais de Basquetebol do Brasil (AAPB) dentro do prazo à época, seguem com pendências financeiras com o clube referentes à temporada 2016/17.

Palácios tem direitos de imagem e o Fundo de Garantia a receber. O argentino calcula o valor em torno de R$ 40 mil e tem uma audiência marcada em agosto, no Brasil. Márcio Dornelles tem a rescisão a receber e diz ter feito um acordo num valor próximo de R$ 55 mil, mas a primeira parcela do acerto não foi paga. Hélio também tem audiência nos próximos meses e não recebeu a rescisão. Mesma situação vive Marcellus, que lamenta o fato.

- Acho que a Liga deveria ter um rigor maior para times que não pagam. Isso deveria partir da Liga até mais do que da Associação - disse Marcellus, que migrou para o basquete 3x3.

Vice-presidente de quadra e salão do Vasco, Jorge Veríssimo lembrou que o clube fez um grande esforço financeiro para colocar os salários atrasados em dia. Garante que, neste momento, tudo o que era devido foi pago. E confirma que as rescisões ainda não foram pagas. Diz que o clube quer negociar direto com os atletas, e que eles procuraram a Liga Nacional de Basquete para a questão, o que o dirigente não concorda.

- A rescisão de contrato está sendo negociada com os atletas. Eles acham que devem negociar essa rescisão na Liga. E achamos que a Liga não é lugar para se negociar rescisão de contrato. A Liga exige salários em dia, ótimo, estamos com o salário em dia. Quando você tem rescisão de vários atletas juntos, isso onera demais um lado. Chamamos o atleta para negociar. Os atletas, achando que na Liga eles vão obter mais vantagens, não querem acordo nenhum.

- Quando os atletas vão até a Liga, se sentem no direito de cobrarem o que acham que é de interesse deles. A Liga vai tomar a decisão que ela quiser. Agora, não vamos discutir isso na Liga para o jogador dar o OK, receber a rescisão do Vasco, ter o OK na Liga e dois meses depois entrar na Justiça trabalhista contra o Vasco através dos advogados da associação.

Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.brPalácios cobra o Vasco na justiça por débito da temporada 2016/17
Palácios cobra o Vasco na justiça por débito da temporada 2016/17

A Associação de Atletas foi procurada pelo GloboEsporte.com e explicou que no momento não irá se pronunciar. Citou que o que está acontecendo é um procedimento normal antes do começo de qualquer temporada e que todos os clubes são checados para confirmar se os contratos foram cumpridos. Já a Liga Nacional de Basquete (LNB) está analisando a documentação de todos os clubes e não irá se pronunciar até o dia 24, quando serão divulgados os participantes do NBB. 

Fonte: GloboEsporte.com

Especulação

Não vem

Você aprova a contratação de Ricardo Rocha (Dirigente)?

Especulações Mercado