Vasco sonha com Arthur Cabral, mas precisa de paciência

01/08/2019 às 08h06 - CLUBE

Arthur Cabral, do Palmeiras, enquadra-se naquilo que Vanderlei Luxemburgo vislumbra como reforço ideal para comandar o ataque do Vasco: um jogador com capacidade de finalização, com força para atuar entre os zagueiros e bom posicionamento para ser o homem da última bola. É também um nome que agrada à diretoria do Vasco: na lista de cinco centroavantes que o clube paulista tem no elenco, aparece no fim da fila, o que teoricamente facilitaria uma negociação, inclusive com gastos reduzidos.

Mas a diretoria alviverde não tem pressa: espera até o fechamento da janela nacional, em 31 de agosto, para tentar conseguir um negócio melhor. Na pior das hipóteses, alguém que sinalize com o pagamento integral dos salários do jogador de 21 anos, revelado pelo Ceará. O ideal para o Vasco seria pagar apenas parte dos vencimentos do atacante, como faz com Richard, emprestado pelo Corinthians.

A posição de centroavante é a única carência que Luxemburgo ainda identifica no elenco. Depois da saída de Maxi López, e de o treinador descartar utilizar Ribamar, Tiago Reis foi o homem de área que sobrou. Só que ele ainda não caiu nas graças do comandante cruz-maltino — que prefere improvisar Valdívia ou Marrony, ou escalar o jovem Talles Magno, de 17 anos. Por isso a necessidade de outro reforço.

No coletivo de quarta-feira, Luxemburgo sinalizou que pode mexer na equipe, justamente no setor do ataque, dando mais um sinal de descontentamento. Talles participou do treino entre os titulares, formando dupla ofensiva com Marrony. Valdívia é quem deve pagar o pato na mudança e ir para o banco.

O técnico vascaíno tem apostado muitas fichas em Talles. O atacante entrou no segundo tempo da partida contra o Palmeiras, no sábado, e teve atuação segura, mesmo contra o então líder do Brasileiro. Luxemburgo tem feito muitos elogios ao garoto. E destacado também que, depois de melhorar a equipe defensivamente, sua preocupação agora é aprimorar o desempenho na criação das jogadas.

Fonte: Extra Online