Vasco tem 22 testes de Covid-19 perdidos após cancelamento de jogo

21/06/2020 às 08h01 - FUTEBOL

O Vasco concentrou, testou mais da metade da delegação para a Covid-19 e não vai enfrentar o Macaé, neste domingo, pela quarta rodada da Taça Rio. Até a confirmação do adiamento do jogo, dirigentes e jogadores viveram momentos de incertezas encerrados com a liberação e consequente folga no domingo.

As idas e vindas geradas originalmente pelo decreto do prefeito Marcelo Crivella foram resolvidas com o cancelamento da concentração - mesmo após a apresentação de comissão técnica e de atletas em um hotel da Barra da Tijuca. No total, 22 testes para a Covid-19 foram feitos e perdidos, afinal, terão de ser aplicados novamente na véspera do confronto, agora remarcado para quarta-feira. Um desperdício e um prejuízo ao clube.

O protocolo Jogo Seguro determina que as 40 pessoas de cada delegação de clube que disputa o Carioca façam exames para detectar a contaminação pelo novo coronavírus. Então, pela programação vascaína, a apresentação no hotel seria às 21h de sábado e teria a testagem como primeiro objetivo.

E assim foi feito. À medida que as pessoas chegavam, eram testadas (havia 21 atletas no total). Até o anúncio do adiamento por parte da Ferj, 22 testes foram realizados. Com o adiamento, atletas lancharam no hotel e foram liberados.

A reapresentação do elenco está marcada para a tarde de segunda-feira. Será quando o técnico Ramon Menezes voltará a preparar a equipe para enfrentar o Macaé.

Fonte: GloboEsporte.com