Vasco treinará no CT do Boca Juniors

17/04/2018 às 12h54 - FUTEBOL

Enfrentar um dos principais artilheiros da América do Sul num dos estádios mais difíceis do continente não tira o sono de Erazo. Pelo contrário, o zagueiro do Vasco não esconde a empolgação para o duelo com o Racing de Lautaro Martínez na quinta-feira, pela Libertadores.

- O Racing tem um ataque muito forte. Sabemos que brigam por qualquer bola. Vai ser um lindo jogo, estou muito empolgado por saber que vou enfrentar jogadores de qualidade no estádio deles – disse o zagueiro.

Erazo durante treino do Vasco nesta terça-feira (Foto: Paulo Fernandes / Vasco)

Caberá a Erazo e Paulão a missão de segurar Lautaro Martínez, a nova joia da Argentina, já vendido ao Inter de Milão. O atacante já fez três gols na Libertadores.

- Todo mundo fala dele. Impossível não o ver nos jogos. É um jogador muito interessante, com muita vontade, muita raça, tem muita qualidade. Quer mostrar seu potencial. Além dele, há outros jogadores importantes – completou.

Erazo volta ao time após desfalcar o Vasco no duelo com o Atlético-MG, por motivos contratuais. Experiente, ele lembrou que já enfrentou o Racing pela Libertadores e deu dicas aos companheiros.

- Foi difícil. Desde o primeiro minuto o Racing começou a pressionar. A torcida deles empurra a atacar, pressionar, dar carrinho, discutir com o juiz, tudo aquilo. Nos treinos já tive oportunidade de falar com o pessoal: "Olha só, primeira coisa: juiz não apita nada". No Brasileiro o juiz apita qualquer falta, na Libertadores é totalmente diferente. Juiz sempre está do lado do time jogando em casa, mais ainda na Argentina.

Erazo se empolga com possibilidade de enfrentar o Racing fora de casa (Foto: Paulo Fernandes / Vasco)

O Vasco viaja nesta terça-feira para Buenos Aires. Na quarta, treina no CT do Boca Juniors e depois faz o reconhecimento do gramado no El Cilindro, o estádio do Racing e palco da partida. O duelo acontece na quinta-feira, às 19h15 (de Brasília).

Confira outros tópicos da coletiva de Erazo:

- Nosso time tem qualidade, mas temos que equiparar forças na vontade, na raça, na luta. Ser muito competente na hora de pedir a bola. Se a gente se ligar nisso, vamos fazer grande partida. Sabemos o que temos que fazer dentro de campo. Se estivermos bem na parte defensiva, podemos fazer um gol e complicar o jogo para eles.

- É empolgante. Ver de fora fica naquela ansiedade... Foi muito emocionante ver que a nossa equipe acredita até o final. E não é o pensamento de um, mas de todos. Fisicamente, nossa equipe está muito bem trabalhada. Nossa equipe quer. Sabe da necessidade, o que tem que fazer dentro de campo. Há uma grande parceria. Você corre pelo outro, luta, se entrega. O resultado é consequência.

- Pikachu é um jogador que gosto muito, não só pela qualidade mas pelo caráter, a personalidade. Gosto para caramba disso. Sempre acredita e vai até o final, independente se errar. Mérito dele total o que vem fazendo pela equipe.

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Qual a culpa dos problemas políticos do Vasco na campanha do clube no Brasileiro?

Deixe seu comentario