Vasco vai recorrer à Justiça no caso Leandro Amaral

19/12/2007 às 17h35 - CLUBE

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, afirmou nesta quarta-feira que não vai fechar as portas de São Januário para o atacante Leandro Amaral. De acordo com o dirigente, o clube vai recorrer da liminar concedida pela Justiça do Trabalho que libera o jogador para acertar com qualquer outra equipe.

- O Vasco não está impedindo que ele trabalhe. O contrato tem obrigações de ambas as partes. Eu tenho que pagar e ele precisa cumprir as duas obrigações. Em nenhum momento eu disse, direi ou autorizo alguém a dizer que o Leandro Amaral não joga mais no Vasco. Mas fica bem claro que o clube que contratar o Leandro Amaral terá que arcar com a multa contratual - diz Eurico Miranda.

Eurico afirmou ainda que o jogador só está passando pelo bom momento graças ao tratamento ao qual foi submetido em São Januário.

- O jogador cresceu aqui. Ele passou por um tratamento médico rigoroso. É um jogador que tem controle mensal de sua situação porque teve aqui todo um atendimento. Isso permitiu que ele voltasse a jogar o futebol que estava jogando. Ele deve isso ao departamento médico do Vasco - afirma o dirigente.

Eurico não se mostrou surpreso com a vitória de Leandro Amaral na Justiça.

- Está acontecendo o que estava previsto. A parte que não tivesse o resultado esperado iria recorrer. Temos diversas instâncias. O Vasco vai até a última instância. A primeira delas é denúncia que eu vou tornar formal. Vou entrar nos órgãos competentes. O esportivo, o administrativo.

Fonte: ge