Especulações e Saídas clique aqui

Veja a situação de cada jogador que possui contrato até o final do ano

26/11/2019 às 08h07 - FUTEBOL

Os últimos quatro jogos do Campeonato Brasileiro servirão também para uma série de jogadores mostrar serviço e garantir permanência no Vasco em 2020. O clube tem 17 atletas com contrato se encerrando em dezembro e ainda trabalha para definir o que fazer com boa parte deles.

As decisões dependem também da permanência ou não do técnico Vanderlei Luxemburgo. Ele é considerado peça essencial na montagem do elenco de 2020 e tem voz ativa no planejamento, mas ainda precisa confirmar sua renovação. O desempenho dos jogadores nesses quatro jogos também pode significar mudança de patamar.

Abaixo, o GloboEsporte.com faz uma análise dos nomes em fim de contrato e da situação de cada um deles neste fim de ano.

Confira os nomes:

Nos planos

  • Henríquez
  • Guarín
  • Rossi (emprestado pelo Shenzhen)
  • Richard (emprestado pelo Corinthians)

Os dois primeiros já iniciaram conversas para renovar. O zagueiro foi titular ao longo da temporada e tem o aval de Luxemburgo. O volante chegou há pouco tempo e é indiscutível na parte técnica. Entretanto, tem mercado no exterior e pouquíssima pressa para definir seu futuro.

O caso de Rossi é mais complexo, porque ele está emprestado pelo Shenzhen, da China. O Vasco já manifestou interesse em manter o jogador, mas sabe que a negociação é difícil e vai esperar o fim do Campeonato Brasileiro para avançar.

Richard também é uma situação delicada. O Vasco tem interesse em sua permanência, mas o volante está emprestado pelo Corinthians, cuja comissão técnica foi mudada para a próxima temporada.

Indefinidos

  • Clayton (emprestado pelo Atlético-MG)
  • Danilo Barcelos (emprestado pelo Atlético-MG)
  • Felipe Ferreira (emprestado pela Ferroviária)
  • Fellipe Bastos (emprestado pelo Corinthians)
  • Cáceres (emprestado pelo Cerro Porteño)
  • Kaio Magno

Destes, quem mais jogou foi o lateral Danilo Barcelos, que perdeu a posição de titular para Henrique na reta final da temporada e não é unanimidade entre a torcida. Cáceres começou bem o ano, mas perdeu espaço com Vanderlei Luxemburgo, embora tenha atuado bem diante do Goiás.

Fellipe Bastos tem o contrato se encerrando com o Corinthians no fim do ano e fica livre para negociar. Vai depender do interesse da comissão técnica e da diretoria para conversar sobre a permanência.

O caso de Felipe Ferreira é diferente. O Vasco tem a opção de renovação do empréstimo até o Campeonato Carioca de 2020, mas também precisa se entender com a Ferroviária.

O irmão de Talles Magno subiu para os profissionais e estoura idade de juniores. Foi relacionado apenas uma vez, mas ainda não teve chance de entrar em campo.

Pouco espaço

  • Bruno Ritter
  • Bruno Henricky
  • João Pedro
  • Michel
  • Marquinho
  • Sidão (emprestado pelo Goiás)
  • Valdivia (emprestado pelo Internacional)

Estes são nomes que não vêm sendo utilizados no elenco atual. Sidão e Valdivia não caíram nas graças da torcida e também estão emprestados - o meia sequer vem sendo relacionado. Marquinho é outro que perdeu oportunidades na equipe e sofreu com críticas.

Bruno Ritter e João Pedro são garotos da base. O volante voltou ao sub-20, mas teve poucas chances até mesmo nesta categoria. Já o goleiro não foi aproveitado no profissional e passou a treinar separado.

Por fim, Bruno Henricky é uma contratação ainda da época da gestão Eurico Miranda e foi pouquíssimo aproveitado ao longo dos anos. Michel é um meia que chegou do Boavista e vem treinando com o elenco profissional para ser observado, mas não foi inscrito no Campeonato Brasileiro.

Fonte: GloboEsporte.com