Veja como foi os passos de Vinicius no Vasco

08/03/2020 às 09h20 - CLUBE

Protagonista das principais ações ofensivas do Vasco na vitória contra o ABC, na última quinta-feira, Vinícius tem empolgado a torcida cruz-maltina em 2020 desde a Copinha. Mas, apesar de muito jovem, o atacante de 19 anos já tem bastante história com o clube.

Destaque em final no sub-14 contra o Vasco

Foi captado em 2015, na decisão da Copa Tigres Sub-14, realizada em Xerém. O Vasco, então dirigido pelo treinador Bruno Almada, venceu o Madureira de Vinícius por 1 a 0, mas um dos grandes vitoriosos daquele dia foi o arisco baixinho do Tricolor Suburbano. Almada saltou os olhos sobre o ponta, que, em sua visão, mostrou futebol bem diferenciado em relação aos demais participantes do jogo em questão.

- Vencemos por 1 a 0, mas foi um jogo bastante equilibrado e muito em virtude da performance do Vinícius, que foi de total desequilíbrio. Teve um destaque individual muito acima do que estamos acostumados a ver em performance nessa faixa etária - relembrou, para completar:

- Eu fui até a ele, disse o quanto fiquei encantado com a sua performance e perguntei se ele tinha interesse de fazer parte das categorias de base do Vasco. Ele automaticamente se colocou à disposição, a gente fez o contato com o Madureira, e ele se juntou ao elenco da categoria sub-15 do Vasco.

Como ainda estava vinculado ao Madureira, Vinícius chegou ao Vasco somente no segundo semestre de 2016. A partir daí, ele e Almada passaram a ter contato diário e criaram uma relação muito próxima. Como comandante do atacante, o treinador comprovou o que observara na decisão anteriormente citada: Vinícius era diferente.

- Pude identificar nele características que costumo dizer que são exclusivas de um autêntico jogador brasileiro. Jogador do drible, do improviso, do um contra um. É abusado no bom sentido da palavra, atrevido. É o atleta do desequilíbrio, com uma capacidade incrível de tomar decisões que determinam o resultado de um jogo - completou Almada.

Segundo Almada, que teve contato com a família de Vinícius, o atacante sempre foi um garoto extremamente disciplinado, educado e "bom filho":

- Vinícius é um orgulho que tenho na minha carreira profissional e algo que vou carregar pra sempre na minha história de ter participado desse processo.

Brincalhão e respeitado pelas lideranças do Vasco

Apesar de recém-promovido, Vinícius conquistou rapidamente o elenco vascaíno por saber brincar na hora certa e pela seriedade demonstrada durante os trabalhos. Se quando chegou ao clube, ainda adolescente, revelava-se tímido, hoje arranca risadas com seu jeito e pelo gosto por dançar funk.

- É um moleque engraçado, gosta de dançar funk, e a galera se amarra. É muito trabalhador e todo mundo o respeita, até os mais velhos. Nunca está morto. O moleque é diferenciado - afirmou uma pessoa próxima ao elenco.

Acidente grave em 2017

Vinícius foi um dos jogadores que mais se machucaram em grave acidente da equipe sub-17 em maio de 2017, quando voltavam de uma partida realizada pelo estadual da categoria, em Friburgo. Sofreu um corte na cabeça e acabou internado na Casa de Portugal, na Tijuca.

Demorou um pouco para voltar aos campos, mas, depois que retomou o ritmo, conseguiu novamente destacar-se até ganhar holofotes na Copinha 2020.

Primeiro brilho no profissional

Depois de chamar atenção na Copa São Paulo, Vinícius deu seu cartão de visitas contra o Botafogo, na Taça Guanabara. Apesar da derrota, o garoto jogou muito, movimentou-se e sobrou pelo lado direito de ataque do Vasco. Colocou duas bolas na trave, uma em uma letra acrobática, em jogada de muito reflexo.

Contra o ABC, não teve passe ou finalização de letra, mas mostrou repertório variado de dribles, soluções rápidas com dribles de futsal e inversões inteligentes. São apenas cinco anos de Vasco, mas Vinícius já tem muita história para contar. E, ao que parece, ele está apenas começando.

Fonte: GloboEsporte.com