Clube

Veja mais trechos da coletiva de Lúcio Barbosa

Horas após a demissão de Alexandre Mattos, o CEO da SAF do Vasco, Lúcio barbosa, explicou a saída do dirigente. Em entrevista na tarde desta quinta-feira, em um hotel na Barra da Tijuca, o executivo explicou a decisão.

- Gostaria de agradecer e comunciar o desligamento de Alexandre Mattos, um dos maiores diretores do Brasil. Houve uma quebra de confiança. Sem confiança não conseguimos seguir com trabalho. Não vou entrar em detalhes, mas o principal foi a quebra de confiança. É claro que dentro disso existem vários sub-motivos. Mas não vamos entrar em detalhes por respeito ao Mattos, ao nosso Compliance e ao nosso jurídico - disse Lúcio.

Mattos foi comunicado pela SAF nesta quinta-feira e deixa o clube 100 dias depois de chegar ao Rio de Janeiro. O ge apurou que a SAF entendeu que houve quebra de confiança na relação com o diretor de futebol. Havia uma insatisfação com a forma como ele vinha se comportando nos bastidores.

Nesta semana vazaram prints de uma conversa do diretor com um jornalista em que ele explicava parte do processo de contratações da SAF. Depois de alguns embates nos últimos meses, Mattos vinha adotando externamente um discurso pacificador em relação à 777.

Lúcio também foi questionado em relação ao autonomia do diretor de futebol para realizar contratações e sobre o silêncio de executivos da 777 sobre o momento do Vasco.

- Acho que essa é mais uma prova da autonomia (outros membros da 777 não se pronunciarem). A gente tem a responsabilidade, como diretores, cada um com sua área, eu como CEO tenho responsabilidade no Vasco como um todo. Mas acho que isso prova, mais uma vez, que temos autonomia para trabalhar e que somos cobrados também, todos os dias, por vários assuntos diferentes de cada área. E que temos que dar resultado.

- Mas não só isso, mas também o principal é que temos que respeitar o Vasco, respeitar a empresa, respeitar o planejamento que traçamos em conjunto. E várias vezes podemos mudar esse planejamento. Cada pessoa que entra contribui um pouco para esse planejamento, porque traz uma peça nova. Mas temos esse planejamento e temos comando. Ninguém pode se achar maior que o Vasco, acho que esse é o principal recado que temos aqui.

Ao ser indagado sobre a relação entre Alexandre Mattos e a comissão técnica, Lúcio Barbosa confirmou que houve um desgaste, mas que tudo foi resolvido internamente entre eles.

- Acho que é natural divergências acontecerem. Sempre que um sempre vai querer um pouco aqui, outro ali. É parte do nosso trabalho. A gente debate muito internamente com a 777. É natural. Ouvi isso do desgaste, e o Mattos me ligou para falar sobre isso. Disse que se sentou com Ramón e com Emiliano e estava tudo resolvido. Houve uma reunião, e eles resolveram isso. Eu não precisei ir ao CT por conta disso.

Fonte: ge
  • Quarta-feira, 17/04/2024 às 19h00
    Vasco Vasco 1
    Red Bull Bragantino Red Bull Bragantino 2
    Campeonato Brasileiro - Série A Estádio Nabi Abi Chedid
  • Sábado, 20/04/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Fluminense Fluminense
    Campeonato Brasileiro - Série A Maracanã
  • Sábado, 27/04/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Criciúma Criciúma
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • Domingo, 05/05/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Athletico Paranaense Athletico Paranaense
    Campeonato Brasileiro - Série A Ligga Arena
  • Domingo, 12/05/2024 às 11h00
    Vasco Vasco
    Vitória Vitória
    Campeonato Brasileiro - Série A São Januário
  • Sábado, 18/05/2024 às 21h00
    Vasco Vasco
    Flamengo Flamengo
    Campeonato Brasileiro - Série A A definir
  • Domingo, 26/05/2024 às 16h00
    Vasco Vasco
    Palmeiras Palmeiras
    Campeonato Brasileiro - Série A Arena Barueri