Veja os 'bastidores' do 'fico' de Zé Ricardo no Vasco

26/02/2018 às 08h15 - FUTEBOL

A proposta que chegou do Al Ahli, dos Emirados Árabes, para Zé Ricardo era muito boa. Oferta com a qual o Vasco não poderia competir. Mesmo assim, após conversa com a diretoria do Cruz-Maltino, o treinador decidiu ficar. Mas o que pesou nessa decisão? O GloboEsporte.com enumera alguns motivos que influenciaram a permanência de Zé.

Família

Zé Ricardo é casado e tem um filho. Sua esposa, Paula, é quem cuida do negócio da família no Rio de Janeiro. Deixar o país agora, é claro, não estava nos planos deles. O treinador sabia que seria apoiado pelos familiares se decidisse aceitar a oferta, mas sabia também que a decisão "preferida" seria a permanência, principalmente por causa da distância que existiria nos Emirados Árabes.

Manifestações da torcida

A relação entre Zé Ricardo e a torcida do Vasco é boa desde a chegada ao clube. Sempre que anunciado no placar antes dos jogos, o nome dele é um dos mais aplaudidos. Quando a possibilidade da saída virou real, muitos torcedores nas redes sociais e até em um treino em São Januário pediram, e muito, pela permanência de Zé. O carinho foi mais um motivo para ele dizer "não" ao Al Ahli.

"O casamento"

Zé Ricardo costuma dizer a pessoas próximas que a lua de mel com o Vasco já acabou - afinal, já são seis meses no clube. Mas que o casamento está dando muito certo. Ele está feliz no clube, pura e simplesmente assim. O treinador se sente em casa no Cruz-Maltino e isso pesou bastante.

Projeto do Vasco

O Cruz-Maltino ofereceu um aumento salarial e mais um ano de contrato a Zé Ricardo para ele ficar. O técnico viu com bons olhos a continuidade do projeto que começou no ano passado. Durante a crise política do Vasco, ele ajudou a manter jogadores no elenco com mensagens e conversas particulares. Agora, acredita que vai colher bons frutos. Pesou, também, a disputa da Libertadores. O técnico acaba de classificar o Vasco para a fase de grupos da competição.

Fonte: GloboEsporte.com

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario