Veja os maiores artilheiros do Vasco na história da Libertadores

10/06/2020 às 10h31 - FUTEBOL

Realizada desde 1960, a Copa Libertadores já contou com a participação de 28 diferentes clubes brasileiros. Entre eles, o Palmeiras é aquele que mais marcou entre as 61 edições realizadas, com 335 gols feitos, seguido por Cruzeiro (307), Grêmio (298), São Paulo (283), Santos (254), Flamengo (239), Corinthians (211), Internacional (184), Atlético-MG (137), Vasco (94), Athletico Paranaense (83), Fluminense (77) e Botafogo (64).

Entre esses 28 clubes do Brasil que já disputaram a Libertadores, 919 jogadores conseguiram marcar pelo um gol na competição sul-americana. Entre eles, Luizão é o brasileiro com mais gols no torneio. Artilheiro em 2000 pelo Corinthians, com 15 gols (feito jamais repetido desde então), o atacante figura como o maior goleador do clube paulista na história da competição e também do Vasco, por onde foi campeão em 1998.

Nos clubes paulistas, o Santos é o time que o artilheiros com mais gols: Pelé, com 17. No Palmeiras, Alex, campeão em 1999, segue como o maior artilheiro com 12 gols. Em 2019, o colombiano Borja chegou a 11 gols e quase empatou com o ex-meia. No São Paulo, Luis Fabiano e Rogério Ceni lideram o ranking dos artilheiros na Liberta com 14 gols cada.

Entre os clubes cariocas, além de Luizão (8 gols pelo Vasco), outros artilheiros marcaram menos de dez gols: Fred (8 pelo Fluminense) e Dirceu, Jairzinho e Rodrigo Pimpão (5 pelo Botafogo). No Flamengo, Zico é o maior goledor com 16 gols, seguido por Tita, Gaúcho e Gabigol, todos com 10 gols. Gabriel, artilheiro da última edição com 9 gols, já anotou mais um nessa edição de 2020 e tem tudo para alcançar o recorde do Galinho.

Já entre os dois gigantes de Belo Horizonte, destaque para o atacante Palhinha, artilheiro e campeão de 1976 pelo Cruzeiro, que anotou 20 gols pela Raposa. No Galo, outro campeão e artilheiro, Jô em 2013, é o maior artilheiro do time na competição com 11 gols. E entre os times gaúchos, Leandro Damião, campeão em 2010, lidera a lista do Colorado com 11 gols, enquanto Jardel, campeão e artilheiro em 1995, é o maior artilheiro do Grêmio com 16 gols.

Maiores artilheiros por um único clube

Segundo brasileiro com mais gols na Libertadores, com 25 gols, o atacante Palhinha é o recordista de gols por um único clube brasileiro na história da competição sul-americana. Wanderley Eustáquio de Oliveira, marcou 7 gols pelo Cruzeiro na edição de 1975 e depois mais 13 em 1976, quando foi artilheiro e campeão.

Assim, com seus 20 gols pela Raposa, superou o recorde do Rei Pelé, que 17 gols pelo Santos nas edições de 1962, 1963 e 1965. Palhinha marcou ainda mais 3 gols pelo Corinthians na Libertadores de 1977 e outros 2 pelo Atlético-MG em 1981, totalizando 25 gols. Em 2005, foi superado por Luizão, que marcou 5 gols pelo São Paulo naquele ano em que foi campeão também.

Na Libertadores, o recordista de gols por um único clube é o equatoriano Alberto Spencer, com 48 gols pelo Peñarol. Maior artilheiro da história da Libertadores, com 54 gols, Spencer anotou ainda mais 6 gols pelo Barcelona de Guayaquil-EQU. Já o ex-atacante Célio, que disputou as Libertadores de 1967, 1968, 1969 e 1970 pelo Nacioanal de Montevidéu, é o brasileiro com mais gols em um único clube pela Libertadores com os 22 gols marcados pelo clube uruguaio. No Brasil, Célio atuou no Vasco na década de 1960, antes de ir para o Nacional, e depois pelo Corinthians, em 1970.

Veja a lista dos jogadores que mais marcaram gols por um único clube na história da Copa Libertadores (1960-2020):
48 – Alberto Spencer (Peñarol-URU)
37 – Fernando Morena (Peñarol-URU)
31 – Daniel Ónega (River Plate-ARG)
30 – Julio Morales (Nacional-URU)
27 – Anthony de Ávila (América de Cali-COL)
25 – Riquelme (Boca Juniors-ARG)
25 – Pedro Rocha (Peñarol-URU)
24 – Luis Salinas (Bolívar-BOL)
23 – Palermo (Boca Juniors-ARG)
22 – Célio (Nacional-URU)
22 – Raúl Amarilla (Olimpia-PAR)
21 – Ricardo Gareca (América de Cali-COL)
21 – Aristizábal (Atlético Nacional-COL)
21 – Oscar Más (River Plate-ARG)
20 – Esteban Paredes (Colo-Colo-CHI)
20 – Francisco Valdes (Colo-Colo-CHI)
20 – Palhinha (Cruzeiro)
20 – Luis Artime (Nacional-URU)
18 – Salvador Cabañas (América-MEX)
18 – Marcelo Delgado (Boca Juniors-ARG)
18 – Guillermo Schelotto (Boca Juniors-ARG)
18 – Tevez (Boca Juniors-ARG)
18 – Beto Acosta (Univ. Católica-CHI)
17 – Luis Monzón (Olimpia-PAR)
17 – Pelé (Santos)

Foto: Futebol em NúmerosArtilheiro
Artilheiro

Fonte: Blog Futebol em Números