Veja qual foi a última vez que o Vasco fez 6 gols em uma partida

28/09/2019 às 08h00 - CLUBE

A 21ª rodada do Campeonato Brasileiro foi marcada por duas grandes goleadas: o Palmeiras bateu o CSA por 6 a 2, em São Paulo, e o Grêmio aplicou 6 a 1 no Avaí, em Porto Alegre.

Embora tenham vindo à tona na última quinta-feira (26), as goleadas com mais de cinco gols marcados são raras no futebol brasileiro. Para mostrar o cenário, o UOL Esporte analisou os jogos de 14 times nos últimos dez anos.

Na pesquisa, constatou-se que o clube há mais tempo sem alcançar é o Fluminense. São mais de oito anos. O Flamengo era dono dessa marca até o começo deste ano, mas conseguiu desencantar contra o San José, pela Libertadores, e diante do Goiás, pela Libertadores - 6 a 1 nas duas ocasiões.

O Botafogo também atravessa um longo jejum: a última vez foi no Brasileirão 2014, contra o Criciúma. Os clubes com mais goleadas no período são Santos e Cruzeiro, com nove, seguidos do Bahia, que soma oito goleadas com mais de cinco gols.

Palmeiras e São Paulo, por sua vez, têm o mesmo número de resultados do tipo: são apenas duas - o time alviverde encerrou um jejum de sete anos ao bater o CSA por 6 a 1. Já o Corinthians alcançou quatro goleadas por mais de cinco gols depois de 2009.

Confira as goleadas com mais de cinco gols

Athletico-PR

8x2 Toledo (Paranaense 2019)

7x1 Rio Branco (Paranaense 2018)

7x0 Nacional (Paranaense 2015)

6x1 Náutico (Brasileiro 2013)

6x2 América-RN (Copa do Brasil 2013)

6x0 Barueri (Série B 2012)

8x0 Serrano (Paranaense 2010)

Atlético-MG

7x2 Villa Nova (Mineiro 2016)

6x0 Figueirense (Brasileiro 2012)

7x1 América de TO (Mineiro 2011)

8x1 IAPE (Copa do Brasil 2011)

6x0 Chapecoense (Copa do Brasil 2010)

6x0 Ituiutaba (Mineiro 2010)

7x0 Juventus-AC (Copa do Brasil 2010)

Bahia

7x1 Juazeirense (Baiano 2019)

6x1 Jequié (Baiano 2018)

6x1 Vitória da Conquista (Baiano 2018)

6x2 Athletico-PR (Brasileiro 2017)

6x0 Bahia de Feira (Baiano 2017)

6x1 Vitória da Conquista (Baiano 2015)

7x1 Feirense (Baiano 2015)

7x1 Itabuna (Baiano 2012)

Botafogo

6x0 Criciúma (Brasileiro 2014)

Corinthians

7x2 Deportivo Lara (Libertadores 2018)

6x0 Cobresal (Libertadores 2016)

6x1 São Paulo (Brasileiro 2015)

6x0 Deportivo Táchira (Libertadores 2012)

Cruzeiro

7x0 Universidade de Chile (Libertadores 2018)

6x0 São Francisco (Copa do Brasil 2017)

6x0 Rio Branco-AC (Copa do Brasil 2012)

6x1 Atlético-MG (Brasileiro 2011)

8x1 América de TO (Mineiro 2011)

6x1 Tolima (Libertadores 2011)

7x0 Democrata (Mineiro 2011)

7x0 Real Potosí (Libertadores 2010)

6x0 Uberlândia (Mineiro 2010)

Flamengo

6x1 Goiás (Brasileiro 2019)

6x1 San José (Libertadores 2019)

Fluminense

6x1 Olaria (Carioca 2011)

Grêmio

6x1 Avaí (Brasileiro 2019)

6x0 Juventude (Gaúcho 2019)

6x0 Avenida (Gaúcho 2019)

6x3 Chapecoense (Brasileiro 2017)

6x0 Inter de Santa Maria (Gaúcho 2011)

Inter

6x0 Vasco (Brasileiro 2015)

6x1 Remo (Copa do Brasil 2014)

7x0 Juventude (Gaúcho 2012)

6x2 Canoas (Gaúcho 2011)

Palmeiras

6x2 CSA (Brasileiro 2019)

6x2 Botafogo-SP (Paulista 2012)

Santos

6x1 Goiás (Brasileiro 2019)

7x1 Altos (Copa do Brasil 2019)

6x2 Linense (Paulista 2017)

8x0 Bolívar (Libertadores 2012)

6x1 Ponte Preta (Paulista 2012)

8x1 Guarani (Copa do Brasil 2010)

9x1 Ituano (Paulista 2010)

10x0 Naviraiense (Copa do Brasil 2010)

6x3 Bragantino (Paulista 2010)

São Paulo

6x0 Trujillanos (Libertadores 2016)

6x3 Rio Claro (Paulista 2014)

Vasco

6x0 Friburguense (Carioca 2014)

8x3 Aurora (Sul-Americana 2011)

6x1 Comercial-MS (Copa do Brasil 2011)

9x0 América-RJ (Carioca 2011)

6x0 Botafogo (Carioca 2010)

Fonte: UOL Esporte