VP de controladoria do Vasco fala sobre empréstimo pedido pelo clube

11/10/2018 às 08h12 - CLUBE

Ato contínuo à suspensão da liminar que anulava a eleição do Vasco, a diretoria cruz-maltina entrou em ação para conseguir novamente o empréstimo de R$ 31 milhões e fechar as contas do ano.

O clube enviou a decisão judicial para conseguir o aval das garantias e, assim, fechar o acordo - há a expectativa de que isso aconteça em poucos dias.

A diretoria espera apenas a resposta sobre a garantia. De resto, está tudo acertado com o banco responsável pelo empréstimo. A taxa de juros permanecerá em 1,5% ao mês.

- Recebendo o ok (da garantia), é questão de dias - disse Adriano Mendes, vice-presidente de Controladoria do clube.

Em paralelo a isso, o Vasco também negocia com a Ferj outra parte do empréstimo para tentar conseguir sem a necessidade de garantias. Esta parcela está na casa dos R$ 13,5 milhões.

Na quarta-feira, a desembargadora Marcia Alvarenga suspendeu a liminar que anulava a última eleição do Vasco. Ela enviou o caso à 52ª Vara Cível, da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, que será responsável por julgar a petição inicial, de anulação do pleito.

Fonte: GloboEsporte.com

Especulação

Especulado

Você aprova a contratação de Diego Souza?

Especulações Mercado