VP do Internacional: "Tínhamos a obrigação de vencer"

08/06/2019 às 22h31 - FUTEBOL

A derrota do Inter para o Vasco da Gama, por 2 a 1, em São Januário, na última sexta-feira, incomodou o departamento de futebol. Na entrevista coletiva, o vice Roberto Melo admitiu que o resultado não era o esperado por todos no clube. Reconheceu uma atuação abaixo do normal do Colorado, que era "obrigação" vencer os cariocas, ex- lanternas do Brasileirão. 

"Com todo o respeito ao Vasco, mas tínhamos a obrigação de vencer. Pela diferença das equipes e pelo momento que os clubes vivem nos campeonatos. São pontos que vão fazer falta. Temos que entrar mais concentrados desde o primeiro minuto. Dominamos no primeiro tempo, mas sem objetividade e sem criar oportunidades. Em dois lances de desconcentração, sofremos os gols", lamentou. 

Nem mesmo o domínio do Colorado na segunda etapa diminuiu a incomodação do dirigente. "Voltamos para o segundo tempo com a concentração que deveríamos ter desde o primeiro tempo. Mandamos (no jogo), mas não conseguimos fazer os gols para obter a vitória. Nas nossas contas, esse jogo tínhamos que ganhar, mas, infelizmente, não conseguimos", revelou. 

Na saída do gramado, vários jogadores cercaram o árbitro Hérber Roberto Lopes para reclamar da condução do jogo. A principal reclamação foi as constantes interrupções feitas pelo juiz durante o confronto. Roberto Melo demonstrou estranheza pela presença de Héber na escala, mas lembrou que a equipe foi a responsável pela derrota. 

"Perdemos o jogo pelos nossos erros. Demos dois gols para o Vasco no primeiro tempo. O Héber é o árbitro experiente, que fazia muito tempo que não apitava. Ele foi ressuscitado para apitar o nosso jogo. Sabíamos o que poderia acontecer. Ele administrou o resultado, mas fomos nós que demos chances para o Vasco vencer", afirmou. 

O Inter volta aos treinos no domingo, às 10h30min, no CT do Parque Gigante. O próximo compromisso do Colorado é contra o Bahia, no estádio Beira-Rio, na quarta, às 21h30min. 
 

Fonte: Correio do Povo