Yago Pikachu passa bem após susto no jogo contra o Sport

21/10/2018 às 11h28 - CLUBE

Artilheiro cruzmaltino na temporada, Yago Pikachu passou por um susto na partida contra o Sport Recife, válida pelo Campeonato Brasileiro e disputada no último sábado (20/10) na Ilha do Retiro. Ainda no primeiro tempo, após disputa de bola pelo alto com um atleta adversário, o camisa 22 sofreu uma pancada na cabeça e precisou ser substituído pelo argentino Andrés Ríos.

Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.brYago Pikachu antes da bola rolar na Ilha do Retiro
Yago Pikachu antes da bola rolar na Ilha do Retiro

 

Ao término da partida, conforme é indicado para casos desse tipo, o jogador foi submetido a tomografia computadorizada e avaliação neurológica, onde foi diagnosticada uma concussão cerebral. O procedimento foi acompanhado de perto pelo departamento médico cruzmaltino, representado no Recife pelo doutor Carlos Fontes. Yago Pikachu seguirá o protocolo estabelecido pela FIFA nos próximos dias.

- O Yago sofreu um trauma na cabeça, apresentou fala com palavras desconexas e perda de consciência, mas recobrou rapidamente os sentidos. Foi conduzido a um hospital e lá foi submetido a tomofragia computadorizada e avaliação neurológica. O exame diagnosticou uma concussão cerebral e indicou a necessidade de se seguir o protocolo estabelecido pela FIFA - explicou o médico Carlos Fontes.

Recuperado do enorme susto, Yago Pikachu conversou com o Site Oficial e tranquilizou os torcedores do Gigante da Colina. O talentoso paraense relembrou o choque, lamentou o fato de não ter conseguido continuar em campo, pediu desculpas pela reação explosiva ao tomar conhecimento da substituição e elogiou a estratégia adotada pelo departamento médico vascaíno. 

- Foi um lance muito rápido. Me lembro que a bola foi alçada e eu achei que estava sozinho. Não vi o adversário. Senti apenas a pancada na cabeça e cai no chão. O médico me falou que tudo mundo em campo ficou preocupado e pediu o atendimento. Peço desculpas pelo comportamento explosivo, principalmente ao departamento médico do Vasco. Fiz isso mais por ter o desejo de continuar em campo - afirmou o camisa 22, acrescetando logo em seguida.

- Eu apaguei um pouco por alguns segundos, mas achei na hora que daria condições para voltar. Você não consegue identificar a gravidade no calor do jogo. O médico, acertadamente, fez o papel dele e cumpriu as normas da FIFA, que diz que a saúde do jogador vem em primeiro lugar. Naquele momento fiquei chateado, mas ele tomou a decisão correta. Agora é recuperar para ajudar o Vasco - finalizou Yago Pikachu.

Fonte: Site oficial do Vasco