Zé precisará montar time pensando nas partidas decisivas dos próximos dias

01/04/2018 às 08h44 - FUTEBOL

Zé Ricardo transita entre o desejo de escalar força máxima neste domingo, contra o Botafogo, no primeiro jogo da final do Estadua, e a necessidade de administrar o lado físico dos jogadores, de olho na sequência de partidas decisivas que terá — três em oito dias.

Evander, por exemplo, treinou na manhã de sábado com bola e disputou o rachão debaixo de forte sol em São Januário. Recuperado de estiramento na coxa direita, está em condição de ser relacionado. Mas sua presença nem mesmo no banco é certa. Contra o Fluminense, foi preterido pelo treinador.

Depois da partida deste domingo, o Vasco seguirá sem tempo para descansar para o jogo contra o Cruzeiro, quarta-feira, em Belo Horizonte, pela Libertadores. Depois da derrota em casa na estreia, será fundamental que o time consiga ao menos voltar com um ponto do Mineirão.

Por isso, não está descartado que o atacante Paulinho, por exemplo, principal jogador da equipe, seja deixado no banco de reservas no começo do clássico desta tarde. Ele tem sentido dores musculares e ainda não está 100%. Dosá-lo para os próximos jogos é uma possibilidade.

Henrique é outro jogador que vem se recuperando de lesão muscular. Assim como Evander e Paulinho, participou também das atividades ontem, mas seu caso pede mais cautela. Dificilmente será relacionado domingo e tampouco quarta-feira. Tê-lo em perfeitas condições no segundo jogo da final do Estadual parece ser a meta da comissão técnica.

Fonte: Extra Online

Enquete

Qual a culpa dos problemas políticos do Vasco na campanha do clube no Brasileiro?

Deixe seu comentario