Zé Ricardo altera time para partida de hoje para voltar a ter boa sequência

13/05/2018 às 08h16 - FUTEBOL

Zé Ricardo conquistou uma certa áurea em São Januário. Ao classificar o Vasco para a Libertadores deste ano, virou o protagonista de uma colocação no Campeonato Brasileiro passado não condizente com o status do time. Neste domingo, contra o Vitória, às 16h, na Colina, estará à beira do gramado no período de maior contestação desde que chegou ao clube.

A promessa é de mudanças na equipe, uma nova tentativa de fazer o grupo limitado em termos de talento voltar a ser competitivo como já foi. Breno deve retornar à equipe e Bruno Silva de atuar com Desábato no meio de campo. Erazo e Wellington deverão ficar no banco de reservas. Paulão, com inflamação no joelho esquerdo, está fora.

A missão de arrumar o Vasco não tem sido fácil e o semblante abatido de Zé Ricardo depois da derrota para o Bahia escancarou o cansaço.

Cobrado por resultados tão bons quanto os do ano passado, mas com um elenco de nível inferior, Zé já viu boa parte de suas mexidas fracassarem. As sete formações defensivas diferentes não mudaram o fato de o Vasco ter a pior média de gols sofridos do futebol brasileiro.

No meio de campo, a reincidência de desfalques têm dificultado o trabalho. O melhor exemplo é a ponta esquerda. Paulinho, principal jogador do time, foi negociado. Rildo, substituto imediato, lesionou gravemente o ombro esquerdo. A terceira opção, Caio Monteiro ainda não passou confiança.

A insegurança do treinador em relação aos mais jovens têm sido uma tônica. Com cinco volantes, incluindo os garotos Andrey e Bruno Cosendey, o clube tenta o sexto no mercado. Na defesa, Ricardo Graça foi preterido, para descontentamento da torcida, pouco feliz com Erazo, Paulão e Werley.

Na sexta-feira, o diretor executivo Paulo Pelaipe veio a público para garantir a permanência de Zé Ricardo no Vasco até o fim da temporada. Só de precisar fazer isso, já sinaliza que o encanto do treinador já não é o mesmo de antes.

Fonte: Extra Online

Enquete

Você é favorável ao retorno de Antônio Lopes no cargo de dirigente?

Deixe seu comentario