Especulações e Saídas clique aqui

Alexandre Campello se diz favorável à eleição direta no clube

25/11/2019 às 20h11 - OUTROS ESPORTES

Alexandre Campello, presidente do Vasco, se pronunciou, hoje (25), afirmando ser favorável à eleição direta no clube. Além disso, o mandatário cruz-maltino sugeriu que a reunião do Conselho Deliberativo para que o assunto possa ser discutido seja realizada no próximo dia 3.

"Sobre as Diretas Já, reafirmo o que sempre disse: sou a favor. Em relação à data da reunião no Conselho Deliberativo, minha sugestão é que ela seja antecipada para o dia 3 de dezembro", publicou Campello, em uma rede social.

Recentemente, o assunto agitou os bastidores de São Januário. Tudo porque, no começo do mês, o departamento de Comunicações do Vasco informou ao presidente do Conselho de Beneméritos, Silvio Godoi, de que a sede da Lagoa estava reservada para um evento social no dia 6 de dezembro, data em que a reunião do Conselho Deliberativo para votar a eleição direta e reforma do estatuto havia sido remarcada.

Sobre as Diretas Já, reafirmo o que sempre disse: sou a favor. Em relação à data da reunião no Conselho Deliberativo, minha sugestão é que ela seja antecipada para o dia 3 de dezembro.

-- Alexandre Campello (@ascampello) November 25, 2019

À época, Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo e responsável por indicar o dia 6 de dezembro para a importante reunião, se mostrou revoltado e chegou a afirmar: "abriremos as portas".

Posteriormente, foi divulgado que o local receberia um "jantar harmonizado".

Grupos políticos que buscam a mudança nas leis cruz-maltinas se mostraram indignados e afirmaram que o evento seria apenas um pretexto criado pela diretoria para atrapalhar a votação por eleição direta.

Atualmente, a eleição no Vasco é indireta. Os sócios do clube votam nas chapas concorrentes, o grupo vencedor leva 120 conselheiros, o segundo colocado leva 30 e estes se unem aos 150 conselheiros natos para que, a partir de nova reunião, o presidente cruzmaltino seja apontado.

Até a eleição de 2017, o Conselho havia corroborado com a escolha dos sócios, elegendo o presidente vencedor nas urnas. No último pleito, porém, pela primeira vez na história do Vasco isso não aconteceu.

A chapa vencedora tinha Julio Brant como candidato a presidente e Alexandre Campello como vice, enquanto o grupo encabeçado por Eurico Miranda ficou na segunda colocação. No Conselho, porém, Campello deixou a chapa da qual fazia parte, uniu-se a Eurico e, com os votos no Conselho, se tornou o mandatário do clube.

Fonte: UOL Esporte